Curso de Economia Solidária fortalece políticas públicas

77

Com 50 servidores e gestores da Prefeitura de Araraquara capacitados, o curso sobre Economia Solidária, realizado pela Secretaria do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, por meio da Coordenadoria do Trabalho e Economia Criativa e Solidária, fortalece programas de políticas públicas, segundo Sandra Inês Faé, da Rede de Gestores de Políticas Públicas de Economia Solidária. Já para o prefeito Edinho, que esteve presente na abertura do curso, “além de uma resposta ao desemprego, é o despertar de uma nova consciência”. O curso foi realizado na segunda-feira (18) e na terça-feira (19) na sede da Secretaria da Educação.

Para a coordenadora executiva de Economia Criativa e Solidária, Camila Capacle, a integração dos servidores de diversas secretarias municipais é o principal legado do curso. “A metodologia de trabalho aplicada de modo uniforme, e também o diálogo intersetorial, foi produtiva e projetamos um trabalho estruturante, principalmente nos territórios em rede os setores com maior demanda da Assistência Social”, resumiu a gestora.

 

Perspectivas

De acordo com a coordenadora executiva de Políticas Públicas para as Mulheres, Rita de Cássia Ferreira, “a capacitação em Economia Solidária é um marco legal na gestão pública”. Rita também destaca a independência das mulheres, por meio do trabalho e geração de renda, com novas perspectivas diante da violência doméstica.

“É uma forma de descobrir as potencialidades das comunidades e perceber as oportunidades para o fomento do cooperativismo”, observou a gestora do projeto hortas comunitárias, Enedina Andrade, sobre a capacitação.

Na área de saúde mental, a maioria dos pacientes atendidos pelo Centro de Atenção Psicossocial “Doutor Nelson Fernandes Júnior” (CAPS 2) não tem renda, relatou a enfermeira Roselaine Trevisoli. “O curso é um pontapé inicial para incentivarmos nossos pacientes na busca de novos caminhos e geração de renda”, enfatizou.