Coordenadora ressalta força dos assentamentos rurais

33
Silvani Silva é coordenadora executiva de Agricultura do município
Silvani Silva é coordenadora executiva de Agricultura do município

Com grande importância para a economia do município, Araraquara possui três assentamentos rurais, – dois na região do distrito de Bueno de Andrada (ao Norte do município), o de Monte Alegre, da antiga Fazenda Monte Alegre, de 1985, e o Horto Florestal, de 1997.

Já o terceiro assentamento, de 1989, o Bela Vista do Chibarro, que fica no sentido de Guarapiranga (ao Sul do município), foi criado da antiga Fazenda Bela Vista, próxima ao Rio Chibarro, e pertencia a então Usina Tamoio. “São assentamentos obtidos a partir da luta pela Reforma Agrária na região de Araraquara pela conquista da terra, feita por trabalhadores rurais assalariados, à época chamados boas frias”, afirmou Silvani Silva, em entrevista.

Coordenadora executiva de Agricultura, órgão da Secretaria Municipal do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Silvani acrescentou que os trabalhadores rurais contribuem com força no desenvolvimento de Araraquara.

Junto com os pequenos (e os grandes) produtores rurais, os trabalhadores assentados geram riqueza para o município na produção de alimentos, com foco na Agricultura Familiar.

Os assentamentos rurais de Araraquara contabilizam cerca de 2.300 pessoas, de todas as idades. Com as demais propriedades rurais, somam, ao todo, aproximadamente 3 mil moradores.

E por apresentar os maiores contingentes de pessoas e toda uma complexidade de famílias concentradas, precisam das políticas públicas da Prefeitura, segundo a coordenadora.

Desafios

Apesar dos limites financeiros da Prefeitura, a coordenadora afirmou que a Prefeitura tem realizado as obras de manutenção das estradas rurais visando melhorar a locomoção e a acessibilidade dos produtores do campo.

E enumerou uma série de ações de integração desenvolvidas nos assentamentos pela administração municipal, que vão além da produção de alimentos. Como as retomadas da Patrulha Agrícola, do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR), além da assessoria técnica aos agricultores, a capacitação de mulheres assentadas e os eventos culturais, como a Folia de Reis.