Começa nova fase de vacinação contra gripe

Entre o público-alvo desta fase estão doentes crônicos, caminhoneiros e profissionais de transporte coletivo

52

Tem início nesta quinta-feira (16) a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A partir de agora, todos os postos de saúde e o Sesa (Serviço Especial de Saúde de Araraquara) passam a vacinar doentes crônicos, caminhoneiros e profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores).

Funcionários do sistema prisional, trabalhadores portuários, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade também fazem parte do público-alvo da nova fase da campanha.

A vacinação ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Todas unidades de atendimento foram organizadas com espaços externos (com cobertura tipo tenda), respeitando o espaçamento seguro de pelo menos 1 metro entre cada pessoa, a fim de evitar aglomerações.

Desde o início da campanha nacional, em 23 de março, Araraquara já imunizou mais de 33 mil pessoas contra a gripe. Até o momento, já foram vacinados 88,23% da população idosa da cidade e 98,26% do total de trabalhadores da saúde, que compreendem o público-alvo da primeira fase da ação, ao lado de profissionais das forças de segurança e salvamento, conforme determinação do Governo do Estado, que decidiu antecipar a vacinação da categoria.

É importante ressaltar que idosos, trabalhadores da saúde e profissionais de segurança e salvamento ainda podem se vacinar durante o restante da campanha, que segue até o dia 22 de maio. A recomendação, no entanto, é se proteger o quanto antes.

O Ministério da Saúde ressalta que a vacina contra gripe não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para Covid-19 – já que os sintomas são parecidos – e, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde.

Fases da Campanha de Vacinação contra a Gripe:

1ª fase (a partir de 23 de março): Idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde e profissionais das forças de segurança e salvamento

2ª fase (a partir de 16 abril): Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, caminhoneiros, profissionais de transporte coletivo, adolescentes e jovens sob medida socioeducativa, funcionários do sistema prisional, trabalhadores portuários e pessoas privadas de liberdade

3ª fase (de 9 a 22 de maio): Professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adultos acima de 55 anos e pessoas com deficiência