Cidade instala armadilhas para monitorar mosquito da dengue

83

A secretária municipal de Saúde, Eliana Honain, disse na terça-feira (12) que serão instaladas quase mil armadilhas de monitoramento em Araraquara pela empresa Ecovec, contratada pela Prefeitura para capturar e monitorar o Aedes aegypti, mosquito causador da dengue, febre chikungunya, infecção pelo zika vírus e febre amarela.

No programa ‘Canal Direto’ do Facebook da Prefeitura, Eliana explicou que se a análise do mosquito capturado comprovar que ele contém o vírus da dengue serão antecipadas ações de limpeza para a eliminação dos criadouros e a circulação viral da dengue.

Trata-se de uma tecnologia inovadora da Ecovec, que proporciona o monitoramento em tempo real da infestação do Aedes, com foco nas fêmeas grávidas do mosquito, que pode antecipar também a nebulização da área em caso de suspeita de dengue.

Eliana reiterou que a descoberta antecipada da circulação do vírus intensificará as operações ‘casa a casa’ feitas pelos agentes de controle de endemias, que alertam e orientam a população pela manutenção de quintais, ralos e calhas sempre limpos, além de evitar que vasos de flores, inservíveis e a parte inferior das geladeiras acumulem água parada.

Eliana também destacou a série de ‘arrastões’ realizada pela cidade, com agentes recolhendo inservíveis em vias públicas e terrenos baldios, além dos produtos descartados pela população, e as ações realizadas em empresas da cidade e contra acumuladores.

 

Outras ações

A secretária da Saúde ainda destacou a importância do projeto ‘Inteligência Verde’, que em parceria com a iniciativa privada prevê o plantio de cerca de 40 mil mudas de lavanda, que possui propriedades aroma-terapêuticas benéficas, repele os mosquitos e atrai as libélulas predadoras naturais do Aedes.

O plantio será realizado gradativamente em 30 praças pré-selecionadas da cidade (que possuem zeladoria fixa), substituindo plantas que formam adensamento, proporcionando esconderijo para o mosquito adulto e camuflando possíveis objetos que sirvam de criadouros.

Vale destacar que a Prefeitura lançou no sábado (9), no Paço Municipal, o Plano de Combate à Dengue 2020, que prevê uma série de ações estratégicas, pactuadas e coordenadas intersetorialmente para o enfrentamento das arboviroses (dengue, febre chikungunya, infecção pelo zika vírus e febre amarela) e acompanhamento dos índices de infestação do Aedes aegypti.

Com o slogan “Todos juntos, todo dia, contra a dengue”, o plano envolve diversas ações do poder público, apoio dos grupos de comunicação de Araraquara e a colaboração da sociedade civil.

“Nada dessas ações que envolvem o poder público e seus parceiros surtirão efeito se cada um de nós, cidadãos araraquarenses, não limparmos nossas casas e quintais e não olharmos nossos locais de trabalho, já que o mosquito hoje se adapta em qualquer situação para formar seus criadouros”, enfatizou a secretária de Saúde.