Chove no deserto e não é milagre!

68

2020 promete ser um ano ‘Longo’. O trocadilho pode ser visto tanto literalmente quanto figurativamente. Esta obra do conceituado artista Enio Longo é uma homenagem ao médico e cientista brasileiro Dr. Frederico De Marco, que inventou em 1940, em Araraquara, as chuvas artificiais que hoje são utilizadas em mais de 50 países, entre eles as grandes potências como: EUA, Rússia, China e Emirados Árabes.

Isso mesmo, a invenção do cientista brasileiro é largamente utilizada em todo o planeta e agora se anuncia como nos alertas que De Marco fazia ainda nos anos 40, quando viu as suas patentes serem roubadas e avisou: – ‘No futuro o mundo enfrentará as Guerras Climáticas’. Por exemplo, enquanto o sheik Hamdan bin Mohammed Al Maktoum, príncipe herdeiro de Dubai, posta em sua conta no Instagram um vídeo em que aparece dirigindo na chuva para comemorar o sucesso das operações com a semeadura de nuvens, usada com frequência pelo governo dos Emirados Árabes Unidos, com as patentes de Frederico De Marco, no Brasil, um país repleto de bacias hidrográficas e em plena época das chuvas (naturais) as contas de energia disparam com a alegação de falta de chuvas.

Ao mesmo tempo, diversas cidades são arrasadas por granizos enormes e tempestades torrenciais localizadas (isoladas). Em 2018, o então candidato à vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, declarou em uma palestra: – ‘Preparem-se! Vamos entrar nas guerras climáticas, esta será a pior guerra do Século 21’, e disse que alertou aos seus subordinados que vamos matar e morrer pelo clima. Algo muito sério que, mesmo já tendo se passado um ano, ninguém comentou até hoje. A não ser o cientista De Marco em 1940 e o pesquisador e escritor Roni Esier que registrou isso tudo e muito mais no livro ‘2020, o Ano Seguinte’ que também tem na capa outra magnífica obra do artista Enio Longo, intitulada: ‘Manipulação do Sistema’. Enfim, realmente 2020 promete ser um ano Longo…

O livro, com o designer gráfico de Sheila Machado, pode ser encontrado no site da Amazon.com.br com o título ‘2020, o Ano Seguinte’.