Câmara aprova projeto que incentiva o aleitamento materno

O “Agosto Dourado” foi incluído no calendário Oficial de Eventos do Município

20

A Câmara de Araraquara aprovou por unanimidade na sessão dessa terça-feira (1) o Projeto de Lei 186/2020, de autoria dos vereadores do PSDB Jéferson Yashuda e José Carlos Porsani, que incentiva o aleitamento materno em Araraquara ao institui e incluir no Calendário Oficial de Eventos do Município o Mês do Aleitamento Materno – “Agosto Dourado” a ser comemorado anualmente no mês de agosto.

Na justificativa do projeto, os parlamentares lembram que “a amamentação é um dos assuntos mais importantes de todos os organismos que se preocupam com a saúde pública. Todos os que estudaram o tema, sob os vários ângulos – biológico, psicológico, antropológico, sociológico, econômico, e de qualquer outra natureza demonstraram que a amamentação é essencial, insubstituível e, o mais importante, um cuidado a oferecer às crianças nos primeiros meses de vida”.

O aleitamento materno fornece quantidades de água, proteínas, gorduras, açúcares, cálcio, magnésio, sódio, outros sais e vitaminas, necessários ao sadio crescimento das crianças, além de conter inúmeros fatores anti-infecciosos, anticorpos e células vivas, tudo pronto para agir no organismo do bebê. “O leite materno é o melhor alimento que um bebê pode receber nos seus primeiros anos de vida, sendo indicado de 0 a 6 meses de vida de forma exclusiva e complemento de uma alimentação saudável até 2 anos de idade ou mais. É o alimento mais completo para promover o crescimento e desenvolvimento infantil”, afirmam os autores do projeto.

 “A aprovação do projeto “Agosto Dourado” em Araraquara vai contribuir para a conscientização sobre o valor do aleitamento materno para o vínculo entre mãe e filho interferindo diretamente para saúde física e emocional de ambos, tendo reflexos diretos na saúde da sociedade e no desenvolvimento das crianças”, avaliam Yashuda e Porsani.