Asilo São Francisco de Assis registra 20 casos de Covid-19

Quinze idosos e cinco funcionários contraíram a doença na instituição

168

O Asilo São Francisco de Assis registrou 20 casos de pessoas infectadas com o Coronavírus. São 5 funcionários e 15 moradores do local. A informação foi confirmada pela secretária da Saúde de Araraquara, Eliana Honain.

O asilo abriga 150 idosos, entre particulares e carentes, por isso, existe uma grande preocupação da diretoria e também da Secretaria de Saúde do município para que a doença não se alastre ainda mais, pois os idosos fazem parte do grupo de risco.

Para evitar a disseminação da doença, a Secretaria de Saúde transferiu os pacientes com suspeita de terem contraído o Coronavírus e com maior risco para a área destinada ao atendimento da Covid-19 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Xavier.

 Acompanhamento

O Comitê de Contingência do Coronavírus esclarece que, considerando os idosos a população de maior risco de letalidade em decorrência do novo Coronavírus, e, por isso, necessitar de cuidados especiais, desde o último dia 6 de maio, equipes médicas da Atenção Básica de Saúde do Município têm realizado monitoramento nos serviços de acolhimento de idosos públicos e filantrópicos do município, com visitas semanais e testagem dos residentes e funcionários.

Com essa mesma preocupação, também foram suspensas, através de decreto municipal publicado em março, as visitas a asilos e casas de acolhimento, justamente para preservar os idosos do risco de contaminação do Covid-19.

O Ministério Público, através de ofício, orientou esses estabelecimentos sobre os cuidados que deveriam ser tomados e a Vigilância Epidemiológica, por meio de visitas, também prestou esclarecimentos sobre os protocolos sanitários.

Somente no Lar São Francisco, por meio deste trabalho de monitoramento, foram realizadas 215 coletas para testes sorológicos, desde 4 de junho, para rastreamento de circulação do vírus, e, em agosto, através de parceria com o Banco Itaú, mais 232 testes RT-PCR foram aplicados no asilo, em residentes e funcionários.

Foi nesta testagem preventiva que, no dia 25 de agosto, dois residentes assintomáticos foram positivados. A partir daí, todos os demais passaram por testes sendo confirmados, até nessa terça-feira (15), 20 casos – 15 idosos residentes e 5 funcionários. Um óbito foi registrado no último dia 11 de setembro, de uma idosa de 75 anos que estava internada em hospital particular.

Deste total, 12 confirmados estão internados – 8 no Hospital de Solidariedade e 4 na rede privada. E mais 9 suspeitos – a maioria sem sintomas – foram internados preventivamente, seguindo a estratégia de acompanhar de perto os casos de pessoas do grupo de risco para evitar complicações. Destes suspeitos, 7 estão no Polo de Triagem da Vila Xavier, 1 em hospital público e 1 em hospital particular.

O Comitê reforça que todos os casos estão sendo acompanhados pela Secretaria Municipal da Saúde. Nas investigações iniciais para realização de inquérito sorológico, foi constatada a possibilidade da entrada do Coronavírus no asilo através de funcionários.

Vale destacar que a Saúde tem empenhado todos os seus esforços no enfrentamento da doença em asilo, casas de acolhimento e unidades prisionais, com visitas e testagem, mas é necessária a participação dos seus gestores nessa luta, porque o vírus está circulando e os protocolos sanitários devem ser rigorosamente cumpridos.