5,1 milhões de participantes prestarão o Enem neste domingo

1

Ariane Padovani

Neste domingo (3) acontece a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas de ciências humanas, linguagens e redação serão aplicadas para 5,1 milhões de participantes, em 1.727 municípios, que voltarão no dia 10 para as questões de matemática e ciências da natureza. A prova de redação é a única subjetiva, as demais terão 45 questões de múltipla escolha cada.

Todas as perguntas são elaboradas por especialistas selecionados por meio de chamada pública do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pré-testadas antes de integrarem o Banco Nacional de Itens (BNI).

O Enem é atualmente a principal forma de acesso ao ensino superior. Com as notas do exame, estudantes podem conseguir vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), concorrer a bolsas de estudo em instituições particulares pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e a financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Ansiedade

A estudante Giovanna Maria Souza, de 17 anos, quer cursar enfermagem na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e está muito ansiosa com as provas do Enem. “Eu me sinto muito pressionada, porque passei a vida toda querendo entrar na UFSCar. Eu tento ao máximo não ficar ansiosa, me alimentar e dormir bem, revisar aquilo que eu estudei e ter confiança de que se for para ser eu vou passar, senão tudo bem”, disse Giovanna.

Roberto Comper Rosa, de 18 anos, pretende prestar o vestibular para engenharia mecânica e está tentando lidar com a pressão das provas. “Ansiedade a gente sempre tem para essas coisas que vão definir o nosso futuro. Estou tentando segurar o psicológico para não surtar no meio da prova”, contou o estudante.

O fato de a nota do Enem ajudar a ingressar na universidade é o que está deixando Ana Beatriz Cabrera Gonçalves, de 18 anos, aflita. “Pretendo cursar Letras na UNESP e, como alguns professores deram como dica, me preparo estudando um pouco todos os dias, usando técnicas de respiração para ansiedade e pensando sempre positivo”, relatou a estudante do ensino médio.

Mais de 30

Cerca de 600 mil participantes do Enem têm mais de 30 anos de idade. O exame é usado como alternativa para quem deseja realizar o sonho de cursar o ensino superior, buscar uma melhor posição no mercado de trabalho ou mesmo mudar de carreira.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que aqueles com ensino superior completo registram rendimento médio aproximadamente três vezes maior que o daqueles com somente o ensino médio completo e mais de seis vezes o daqueles sem instrução.

Instituições portuguesas

O Instituto de Estudos Superiores de Fafe (IESFafe), de Portugal, passará a usar as notas do Enem na seleção de brasileiros para os cursos de graduação. Segundo o Inep, este é o 42º convênio firmado com instituições portuguesas de ensino superior.

A instituição é voltada principalmente para as áreas de educação, tecnologia, gestão de empresa e turismo. Os cursos são pagos, mas é possível tentar bolsas de estudo. Os participantes do Enem 2019 já poderão se beneficiar do novo acordo.

O Enem Portugal, programa de acordos entre o Inep e as instituições de educação superior portuguesas, foi criado em 2014. Mais de 1,2 mil brasileiros ingressaram nessas instituições por meio dos convênios do Inep.

Cartão de confirmação

Os participantes do Enem podem acessar o Cartão de Confirmação da Inscrição na Página do Participante, no sitehttps://enem.inep.gov.br/, e no aplicativo do Enem. Além do local de prova, os estudantes podem conferir também o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados, entre outras informações.

Itens proibidos

O acesso à sala de provas só será permitido mediante a apresentação de um documento de identificação original e com foto ou, em caso de roubo dos documentos, o boletim de ocorrência expedido por um órgão policial há, no máximo, 90 dias. Artigos religiosos são permitidos, mas devem ser verificados por um funcionário. A caneta deve ser esferográfica, de tinta preta, fabricada em material transparente. Lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, régua, corretivo, livros, manuais e anotações são proibidos – devem ficar guardados no envelope. Óculos escuros, bonés, chapéus, viseiras ou gorros não são permitidos. Durante as provas do Enem, celulares e objetos eletrônicos devem ser desligados e guardados em envelopes lacrados. Neste ano, inclusive, o estudante cujo aparelho emitir qualquer som será eliminado.

Horários

A prova deste domingo vai durar 5h30. Os portões vão abrir meio dia e fechar às 13h. O exame tem início às 13h30 e termina às 19h. No dia 10, o tempo de prova será menor, cinco horas. O horário de abertura e fechamento dos portões são os mesmos, assim como o início do exame. Porém, será encerrado às 18h30. O gabarito oficial sai dia 13 de novembro e os resultados individuais em janeiro de 2020.

 

Ana Beatriz Cabrera se prepara para cursar Letras na Unesp