Quebra queixo

30

Anarquia geral

Mário Dente: O noticiário impresso, TV e internet mostra que os três poderes, para se exibirem continuam a luta para levar vantagens em que só o povo perde. E estão  mais sujos que pau de galinheiro, há séculos. É só sujeiras, incompetência, toma lá dá cá, exibição na TV, denúncias e  impunidade. E os contribuintes pagam todos os custos dessas  anomalias. Até quando ?

 

Brasil quer a taça

O Brasil ultrapassou a marca de 1 milhão de infectados pelo coronavírus enquanto Jair Bolsonaro colocou em dúvida, mais uma vez, a quantidade de vítimas pela covid-19. E, novamente, tirou o corpo fora da responsabilidade por ostentarmos a segunda posição global em números de doentes e de mortos. Para ser mais exato, temos 1.009.699 pessoas contaminadas e 48.422 óbitos,

 

Bomba-relógio

A prisão de Fabrício Queiroz ativa uma nova ‘bomba-relógio’ no governo de Jair Bolsonaro com potencial de ser ainda mais perigosa do que as outras investigações envolvendo o presidente e sua família, avaliam cientistas políticos ouvidos pelo Estadão. Segundo eles, com a nova crise, o governo fica ainda mais fragilizado e acrescenta em sua lista uma nova pendência na justiça, ao lado de ações como o Inquérito das Fake News, a cassação da chapa e a investigação sobre a interferência na Polícia Federal.

Miliciano

O Ministério Público no Rio de Janeiro (MP-RJ) estima que o miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, o Capitão Adriano, possa ter transferido mais de R$ 400 mil para as contas de Fabrício Queiroz, ex-PM apontado como operador financeiro de organização criminosa instalada no gabinete do senador Flávio Bolsonaro quando deputado estadual no Rio.