Segurança também no mundo virtual

142

Por Alessio Canonice

A grande questão da segurança deve estar presente em todos os sentidos e em todos os setores de um modo geral. Quanto mais se estende e se intensifica em todos os campos, mantém a ordem necessária na vivência e no comportamento das pessoas.

O problema, entretanto, vem sendo debatido, mesmo no que tange às tecnologias, onde os avanços têm se sucedido, porém, da mesma forma, as invasões começaram a ser praticadas; agora no mundo virtual, onde algumas providências já deveriam ter sido tomadas pelas autoridades competentes de todo o país.

Importante ressaltar que a criminalidade também está dentro desse contexto do mundo virtual, tentando ludibriar pessoas inocentes, sem ter conhecimento profundo dos detalhes do mundo virtual, citando como exemplo os casos dos aparelhos de telefones fixos, onde praticam a chamada “clonagem”, os faturamentos chegam aos propritários com valores altíssimos e expressivos.

Tal situação vem se tornando cada vez mais intensa e que fragiliza a situação dos internautas, quando este quer desfrutar das vantagens que oferece a internet e, conseqüentemente, da modernidade, mas é preciso deixar bem claro que a evolução é algo notável, mas tem seu preço, por sinal bastante elevado em certas situações.

Porém, há de se ressaltar que, à medida em que os dias se sucedem, vai ficando de certa forma cada vez mais preocupante, quando as invasões se tornam uma sistemática e se transformam em uma rotina por parte dos invasores, diante de fatos já comprovados que foram confirmados pela Operação Lava Jato.

Quatro pessoas foram detidas pela Polícia Federal, sob a acusação de idealizarem esquemas para invadir contas do telegram, aplicando com iniciativas pouco recomendas a esse expediente reprovável, tanto é que o número de vítimas tem sido alarmante, à vista de alguns recursos que usam os invasores para tormentar a vida dos que têm necessidade do uso da internet.

Entre essas milhares de pessoas, figura o Ministro da Justiça Sérgio Moro, sem o devido respeito e que deveria ser alvo dele pelos serviços prestados, quando exerceu a função de Delegado Federal junto à Operação Lava Jato, além de ter prestado relevantes contribuições ao país, quando exercia aquela função. Foi um ato de coragem das pessoas que assim procederam, sem medir as consequências que poderiam advir diante dessa iniciativa.

Acreditamos que essas pessoas detidas, visando apurar se foram as responsáveis pelo ato cometido, mas aí vem aquela história: “onde há fumaça há fogo”. Caso confirmem o envolvimento na invasão contra a privacidade do ministro Sérgio Moro, por certo, terão que responder por um momento impensado e que deverá ter o seu preço.

Em um dos depoimentos, um dos acusados relatou a seqüência de invasões a contas de aplicativos, passando por integrantes da Justiça e políticos, até ter acesso ao ministro Sérgio Moro. Era só o que faltava: brincadeira de mal gosto contra um ministro de Estado e de uma autoridade que se destacou no Brasil.

Falou também o acusado como enviar conversas íntimas das vítimas para o jornalista Glen Grenwald, que realizou notável trabalho de investigação, evitando informar fontes da forma com a qual obteve diálogos entre Moro e outros integrantes da Operação Lava Jato.

O momento, entretanto, é de realizar uma ação exemplar, para que tais fatos sejam abolidos de uma vez por todas, com votos de que a Operação Lava Jato continue tendo a sua missão, visando, com este objetivo, mostrar firmeza nessa missão, para que o Brasil passe a viver novos tempos, procurando exercer a Lei contra os invasores, aplicando-lhes o castigo devido e merecido.

Nessas condições, as autoridades devem agir com todo rigor, para que tenhamos dias tranquilos e que as pessoas possam usufruir desse benefício que é a internet, além de estudarem as autoridades algumas fórmulas que impeçam o acesso dos invasores, anulando suas intenções avançadas e impedindo essas ações criminosas de invasão à privacidade de cada cidadão.

Como as comunicações do mundo virtual têm tendência a aumentar, cada vez mais é de se esperar alguma providência plausível que represente mais tranqüilidade aos usuários do mundo virtual.