Eleições 2020

77

Luís Carlos Bedran*

 

A um ano das eleições para os cargos de vereador e prefeito, as forças políticas já se articulam para tentar exercer o poder ou para mantê-lo. Os futuros administradores nos representarão para atender aos nossos anseios de bem viver num local onde trabalhamos para nos sustentar e às nossas famílias.

Apesar de se constatar um certo desânimo nos votantes, mesmo entre os mais otimistas com a classe política, resultante dos fatos ocorridos no País nos últimos anos, a verdade é que não podemos restar indiferentes nem omissos sobre aquilo que repercutirá em nossas vidas e em nossa cidade.

E não somente nela, mas também no Estado e no País, porque as eleições municipais servirão de base e influenciarão as forças que disputarão aquelas para presidente da República, governador, senador, deputados federais e estaduais que ocorrerão em 2022 e que nos regerão por um longo quatriênio.

Por isso as atuais eleições são consideradas importantíssimas. Não sem razão é que os partidos tentam compor-se, prevendo as futuras.Não poderemos deixar de perder essa oportunidade: votar naquelas pessoas que entendemos ser as melhores para nos governar no município e, posteriormente, no Estado e Nação.

Noutro artigo já discorremos sobre aqueles que se absterão, que votarão em branco ou anularão seus votos. Esses pouco se importarão com o próprio futuro e o que é pior, o de todos nós. São indiferentes e irresponsáveis.Depois de nada adiantarão reclamações sobre os eleitos, pois não terão condições morais para tanto. Embora esse universo de pessoas seja imenso, não pode ser considerado desprezível, pois terá graves consequências sobre a nossa democracia.

Mas deixemo-los de lado para dirigir-me aqui e agora aos votantes. Recairão sobre vocês total responsabilidade pelo nosso futuro. Tentarão acertar seus votos,talvez votando mais no candidato em quem confia e menos no partido no qual ele está inscrito.

Porém não deixa de haver uma questão de consciência no voto pessoal, no caso de promessa de voto. Porque se votar por amizade num e se for amigo de vários, estes serão excluídos. Então que amizade é essa? De qualquer forma não deixará de cometer uma injustiça.

Mas também pode a promessa ser por um favor prestado, por laços de parentesco, pelas mais várias e infindas razões que somente o eleitor ou a eleitora conhecem. Segredos. Mesmos nesses pode haver injustiças. E isso é muito comum nas eleições municipais, as mais difíceis. Nesses casos, como os de gratidão, têm de ser respeitados. É o imponderável, faz parte da democracia.

Entretanto, o que irá diferenciar numa eleição não deveria ser o voto pessoal, e sim o partidário. Pois nesse não haveria dilemas morais. Mas vocês poderão perguntar: como escolherei um candidato, se há tantos partidos e vários candidatos num mesmo partido? E qual seria o melhor deles ou o melhor dos candidatos? Esse é o busílis da questão, de difícil escolha.

Porém há alguns caminhos para optar depois de uma ponderada seleção. Em primeiro lugar, escolher um partido que mais possa coincidir com o seu pensamento, com sua filosofia e o que seria melhor para a cidade. Assim, se você é conservador, liberal, de esquerda ou de direita (embora tais definições sejam discutíveis), analisar o passado do partido, o que fez ou deixou de fazer quando eventualmente no poder, ou almejá-lo.Então, se concordar, adequar-se à ideologia partidária.
Mas para melhor diferenciar um de outro, deveria ter a curiosidade de procurar saber — o que não comum, pela nossa histórica tradição —,qual é o programa partidário existente em seus estatutos. E distingui-lo dos outros, aparentemente semelhantes.

Em segundo lugar, escolhido, terá de optar apenas por um dos candidatos ou candidatas a vereador, porque o de prefeito ou prefeita é uno. E entre aqueles a vereador de um mesmo partido, o melhor, por seu passado, pela sua honorabilidade, pelo respeito que desfruta na sociedade,independentemente de concorrer ou não à reeleição (neste caso, o que ele ou ela fez e o que deixou de fazer).

Observar sua capacidade intelectual, sua disposição em fazer as melhores leis para o município, seu dinamismo, sua simpatia, seu carisma, (embora geralmente sejam todos mui simpáticos). Depois disso tudo estará apto na escolha do melhor ou da melhor candidata.
Certamente um voto consciente e responsável. Porque seremos governados por quem vocês bem escolherem.É o que se espera nas próximas eleições de outubro de 2020.

*Sociólogo, advogado