Artigo – Dia do volto

117

O ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva (PT) escreveu uma carta ao Sindicato dos Metal√ļrgicos do ABC, endere√ßada a Wagner Santana, em que diz que ser√° candidato ao Planalto, pretendendo imitar o gesto de Dom Pedro 1¬ļ em 1822 e criar o “Dia do volto”.

Escrita √† m√£o por Lula, a carta foi divulgada nessa ter√ßa-feira (24) na conta oficial de Lula no Twitter: “O imperador dom Pedro 1¬ļ criou o ‘Dia do Fico’. E eu vou criar o ‘dia do volto’ para, junto com o povo, fazer o Brasil feliz outra vez”.

O Lula, de fato, em todo tempo mostrou o desejo de se perpetuar no poder como imperador. Aqui sempre tivemos detentores do poder, caciques nas tr√™s esferas governamentais ditando as ordens para a na√ß√£o tupi-guarani. Hoje, atrav√©s da Lava Jato, muitas estrat√©gias do governo petista ficaram esclarecidas, como: acertos com pol√≠ticos (mensal√£o), tamb√©m com empres√°rios e banqueiros. Assim como o Brasil foi saqueado pela coroa portuguesa da mesma forma, fortaleceram os cofres do PT. O Partido dos Trabalhadores (PT) acabou com a Petrobras e engordou as empreiteiras com superfaturamento das obras – distribuindo propina para todos partidos pol√≠ticos. √Č l√≥gico que mediante o ocorrido, os banqueiros ficaram mais ricos. O interessante que o Lula foi chamado de ‚Äėo cara‚Äô por Barack Obama, na ocasi√£o presidente do maior pa√≠s capitalista do mundo.

Por 8 anos o Lula foi detentor da coroa, passando o trono para Dilma Rousseff que sofreu o impeachment. Nos dias de Cabral eram usados os navios negreiros, movidos a remos e velas para levar as riquezas para Portugal. J√° nas gest√Ķes dos presidentes petistas, as embarca√ß√Ķes foram movidas a pedaladas, teve o pedalinho pertencente ao Lula no s√≠tio de Atibaia, e as pedalada fiscais de Dilma, sobrando para os brasileiros as chicotadas que ocorriam nos navios negreiros.

Voltando ao dia do fico, bem diferente de Dom Pedro, o Lula está preso, devendo unicamente a justiça se ele fica preso ou se ele volta a disputar a coroa. Viva os bandidos do Brasil, herança de Portugal!

José A C Silva