Vigilância em Saúde dá sequência a combate contra o Aedes

Operação de rotina das equipes vistoria locais, remove criadouros e aplica inseticidas em diversos bairros de Araraquara

20

Equipes da Vigilância em Saúde (ligada à Secretaria Municipal de Saúde) vão atuar nesta quinta-feira (13) no Jardim América, em Araraquara, na sequência das ações de combate ao Aedes aegypti, mosquito causador da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

A operação, das 8h às 13h, será realizada na Avenida Santa Catarina, entre as ruas Jales e São José do Rio Preto, e também nas avenidas América, Pindorama e novamente na Santa Catarina, entre as ruas Jales e Mirassol.

Já o trabalho de nebulização será realizado no Bairro São Geraldo, na Rua Profa. Adélia Izique, com a Avenida Prof. Jorge Borges Correa.

Vale destacar que as ações das equipes da Vigilância em Saúde recolheram, nos últimos dias em Araraquara, 28 toneladas de materiais inservíveis, bases de criadouros do Aedes e também de escorpiões.

Os trabalhos de vistorias, remoção de criadouros e de aplicação de inseticidas  foram realizados entre os dias 3 e 10 de maio, nos bairros Parque São Paulo, Jacarandá, Altos de Pinheiros e Jardim Alamedas.

O coordenador de Vigilância em Saúde, Rodrigo Ramos, reitera a importância da colaboração da população para auxiliar no combate ao mosquito Aedes. É preciso detectar e eliminar os possíveis criadouros, como calhas, ralos, vasos de flores, quintais com inservíveis descartáveis, como copos de plástico, telhas empilhadas e pneus velhos, além da parte inferior (embaixo) das geladeiras.

Até agora, em 2021, Araraquara registra 163 casos de dengue. Por isso, a população tem que ficar sempre atenta para evitar a exposição de inservíveis e os criadouros, já que o Aedes é um inseto domiciliado, ou seja, prefere casas habitadas com disponibilidade tanto de criadouros quanto de alimentos.