Vereadores reivindicam abertura dos mercados durante anunciado lockdown

A propositura foi protocolada após pronunciamento da Secretária de Saúde, Eliana Honain

177

Após três dias seguidos atingindo índices elevados de contaminados para a Covid-19, a possibilidade de fechamento total em Araraquara é iminente. Na manhã desta quinta-feira (17), a Secretária Eliana Honain informou nas redes sociais da Prefeitura que a previsão é seguir o acordado no Decreto nº 12.579/2021 e determinar o lockdown, uma vez que a taxa de positividade para Covid-19 nos testes em geral ficou acima de 20%, índice definido para a tomada de providências mais drásticas no combate à pandemia de Covid-19.

Diante de tal possibilidade, vereadores elaboraram, em conjunto, documento que reivindica a manutenção da abertura dos supermercados com protocolos rígidos, bem como as entregas a domicílio.  De acordo com o texto, durante o último lockdown, houve lotação nos mercados nos dias que antecederam o fechamento e uma grande corrida para a estocagem de alimentos, o que gerou desespero para a população que já sofre com a atual situação pandêmica. Segundo os parlamentares, a medida atentou contra os direitos fundamentais dos mais carentes, que não tinham condições financeiras de comprar mantimentos antes do fechamento e ficaram sem ter o que comer, uma vez que no serviço delivery havia limite mínimo de compra, as taxas altas eram altas e o pedido demorava dias para ser entregue.

O grupo de vereadores ainda argumenta que o ambiente de mercados e padarias não estimula a contaminação de vírus, pois há controle de quantidade de pessoas, obrigatoriedade de uso de máscaras, disponibilidade de álcool em gel, limite de ingresso de apenas uma pessoa por família, constante higienização, dentre outras medidas de proteção. O pedido é também para que os horários de atendimento não sejam reduzidos, pois ocasionam em sobrecarga e aglomeração.

A Indicação nº 2705/2021 foi elaborada pelo presidente da Câmara, Aluisio Boi (MDB) e os vereadores Carlão do Joia (Patriota), Edson Hel (Cidadania), Flávio Marchese (Patriota), João Clemente (PSDB), Lineu de Assis (Podemos), Lucas Grecco (PSL), Luna Meyer (PDT), Marcos Garrido (Patriota), Rafael de Angeli (PSDB).