Unesp atende recomendação da Defensoria e suspende vestibular devido a aumento de casos de Covid-19

A prova deveria ocorrer em Araraquara, mas, por causa do avanço de casos de Covid-19 no Município

61

Após recomendação da Defensoria Pública de SP, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) e a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp) anunciaram nesta quarta-feira (24/2) a 2ª fase do vestibular da Universidade, que estava marcado para o dia 28 de fevereiro. A prova deveria ocorrer em Araraquara, mas, por causa do avanço de casos de Covid-19 no Município, o que gerou a decretação de lockdown pela Prefeitura, a Universidade decidiu transferi-la para Ribeirão Preto. No entanto, acolhendo os argumentos da Defensoria, a Reitoria da instituição de ensino comunicou o adiamento da prova, ainda sem nova data definida.

Na recomendação, os Defensores Públicos Luís Marcelo Mendonça Bernardes e Matheus Bortoletto Raddi, que atuam em Araraquara, apontaram que diante do agravamento do cenário da pandemia de Covid-19, com a circulação comunitária de variante P1 do coronavírus na região de Araraquara não se mostra seguro o deslocamento de quase 1,6 mil candidatos da região para a cidade de Ribeirão Preto. Pontuaram ainda que os candidatos não podem ser prejudicados pela decisão repentina da organização do concurso de transferir a prova para outra cidade.

Segundo os Defensores, Araraquara encontra-se em lockdown desde o último dia 21 de fevereiro e essa situação assim permanecerá, pelo menos, até o dia 27 desse mês, dada a gravidade da situação sanitária que acomete a região e ao colapso do sistema de saúde local. Portanto, entendem não ser razoável a decisão da organização da prova de, diante desse cenário, promover o deslocamento de uma quantidade tão grande de candidatos para a cidade de Ribeirão Preto, promovendo um enorme fluxo nas estações rodoviárias e locais de realização das provas no momento mais crítico da pandemia na região.

“Somente em 2021, a cidade de Araraquara já possui praticamente o mesmo número de mortes por Covid-19 de todo o ano de 2020 e a variante P1 do vírus SARS-COV-2 circula tanto em Araraquara quanto em Ribeirão Preto”, alertaram os Defensores na recomendação. “Não é possível realizar-se a prova nem em Araraquara, nem em Ribeirão Preto nesse momento, sendo que a suspensão do certame como um todo é a única solução possível para que seja respeitado o direito de todos os candidatos participarem do vestibular em condições de igualdade e em segurança”.