‘Uma nação só avança se tiver ambiente de unidade’, afirma Edinho no Dia da Independência

Em ato cívico do 7 de Setembro, na sede da Guarda Municipal, prefeito defendeu a unidade e a harmonia entre os pensamentos divergentes, além de desejar solidariedade aos familiares de vítimas da pandemia

25

No ato cívico de 199 anos da Independência do Brasil, o prefeito Edinho defendeu a unidade e a harmonia do País, o fim da intolerância e o respeito às opiniões divergentes. A solenidade foi realizada na manhã de terça-feira, feriado de 7 de Setembro, na sede da Guarda Municipal, e contou com autoridades civis e militares.

Edinho destacou que o Brasil ainda é uma nação jovem, se comparada a outros países do mundo. “Do ponto de vista histórico, uma nação de 200 anos é jovem. Estamos construindo uma nação. O processo de independência é um processo contínuo, construído todos os dias. E a independência se constrói quando nós conseguimos garantir que o Brasil seja de todos os brasileiros e brasileiras. Que todos os filhos da Nação possam enxergar perspectiva de futuro, oportunidade de serem felizes e realizarem seus sonhos”, afirmou Edinho.

“E nós não vamos construir uma nação como o Brasil, de dimensão continental, se não for em um ambiente de paz, de harmonia. Não precisamos pensar de forma igual, mas o pensamento diferente não precisa significar ódio, intolerância, agressividade. Nós podemos pensar de forma diferente e construir objetivos em comum. Uma nação só avança se tiver ambiente de unidade”, complementou.

Para o prefeito, a realização do ato solene na sede da Guarda Municipal é um reconhecimento ao trabalho realizado pela corporação, pelos agentes de trânsito e pelos órgãos da Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública durante a pandemia na fiscalização do cumprimento dos decretos municipais.

“Em Araraquara, com a união de forças de todas as instituições da nossa cidade, instituições da sociedade civil, instituições militares e instituições de governo, conseguimos criar um ambiente de unidade para enfrentar a maior tragédia humanitária da nossa história. E a Guarda Municipal teve papel fundamental. Fica a minha gratidão a toda a cidade, que se uniu para combater a pandemia”, disse.

Edinho ainda desejou solidariedade às famílias das vítimas da Covid-19 e ressaltou que a ciência e a medicina devem ser valorizadas. “São famílias que, infelizmente, não tiveram sequer a oportunidade de velar os entes queridos vítimas dessa pandemia. Essas vidas serão lembradas ao longo da nossa história para que a gente entenda a gravidade do momento que enfrentamos e estamos enfrentando. É necessário valorizar a ciência e a medicina. Darmos valor aos profissionais de saúde, darmos valor a aqueles que, em tempo recorde, conseguiram desenvolver vacinas e medicamentos para que a humanidade pudesse iniciar um processo de retomada”, declarou o prefeito.

Democracia
Representando a Câmara Municipal, o vereador Emanoel Sponton (Progressistas) relembrou o processo de Independência do Brasil e defendeu a democracia. “Que neste dia a gente possa lutar para fortalecer as instituições, como o Legislativo, o Executivo, o Judiciário e os demais poderes constituídos, para que possamos sempre fortalecer a democracia”, afirmou.

O secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, coronel João Alberto Nogueira Júnior, fez alusão aos protestos que seriam realizados em todo o Brasil durante o feriado de 7 de Setembro e defendeu os valores democráticos.

“Espero que as instituições democráticas de direito mostrem que estão consolidadas. No 7 de setembro de 1822, com o surgimento da Nação, o povo brasileiro queria paz, tranquilidade e liberdade. Esses valores certamente irão prevalecer”, opinou João Alberto.

O chefe de instrução do Tiro de Guerra 02-002, subtenente Brayner Rogério Tavares Araújo, ressaltou que o amor à Pátria pode estar nas atitudes mais simples do dia a dia.

“Nossa casa é o solo em que a gente pisa. É aqui que a gente trabalha, convive com os familiares, deixa o nosso suor. Ter verdadeiro amor pelo País é algo a ser cultivado todos os dias. Desde atitudes simples, como jogar o lixo no lixo, passando pelo respeito ao outro, pelo cumprimento dos deveres, pelo respeito às autoridades constituídas. Amemos o nosso País, de verdade”, declarou o subtenente.

Também estiveram na solenidade o vereador Guilherme Bianco (PCdoB); o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto; a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; a secretária de Comunicação, Priscila Luiz; o subtenente Cristiano Joveliano, representando o 3º Subgrupamento do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Araraquara; a Banda Regimental do 13º Batalhão de Polícia Militar do Interior, regida pelo sargento Luiz Fabiano Ribeiro; a comandante da Guarda Municipal, Juliana Zaccaro; entre outras autoridades.