‘Turismo da vacina’ atrai araraquarenses para Orlando

Em busca de imunização contra Covid-19, moradores de Araraquara agendam viagem para a Flórida em busca da tão sonhada vacina

438

Moradores de Araraquara já estão de malas prontas para uma viagem especial. Talvez, a mais importante da vida deles.
Com o atraso na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil, alguns araraquarenses já planejam o ‘turismo da vacina’. E o destino já é conhecido: Orlando, no estado da Flórida, nos Estados Unidos.
Os Estados Unidos já estão com a campanha de vacinação bem adiantada. Prova disso é que o país já começa a imunizar, inclusive, adolescentes. Com doses excedentes, alguns estados norte-americanos querem aproveitar esta oportunidade para fomentar o turismo, de forma segura, em época de pandemia.
Para poder entrar nos Estados Unidos, o governo local pede para que os brasileiros fiquem de quarentena por duas semanas em outro país. O destino desta quarentena, geralmente, é o México – país vizinho.

Esperança vem de Orlando Paulo (nome fictício) é um empresário araraquarense, tem 43 anos e não quer se identificar, com receio de que possa ser ‘cancelado’ na internet, por estar fazendo o ‘turismo da vacina’ para Orlando.
“Vou levar minha esposa e meus dois filhos para essa viagem. Nossa vez na fila de vacinação, pelo jeito, vai demorar muito aqui no Brasil. Já reservei um hotel na cidade do México, onde vou ficar de quarentena. Depois partimos para Orlando, aproveitamos a cidade, e nos vacinamos”, disse Paulo.
Outra araraquarense que irá para Orlando, na esperança de ser vacinada contra a Covid-19, é Maria (nome fictício), de 32 anos, publicitária e que também não quis usar seu nome
verdadeiro, nessa entrevista. Ela e o namorado já estão com viagem agendada para o México e Orlando.
“Vamos com a esperança de sermos vacinados. Já tive amigas que foram e voltaram vacinadas contra a Covid-19. Eu sei que sou privilegiada, por poder fazer isso, mas tudo isso é fruto do meu trabalho”, informou Maria.

Com a vacinação em ritmo acelerado em países europeus e na América do Norte, alguns
governos já começam a reabrir fronteiras para turistas que comprovem terem sido vacinados contra a Covid-19.
De acordo com especialistas do setor hoteleiro e de viagens, brasileiros estão comprando
pacotes que começam com duas semanas no México e mais outros 45 dias nos Estados
Unidos, para que tenha tempo necessário para as duas doses de vacina.

Araraquarense já vacinado! E com dose única!
Mateus Cabau, araraquarense residente em Orlando, na Flórida, comentou que optou pela
dose única da Johnson & Johnson e tomou a vacina em 8 de abril. "Ter um imóvel, aqui na Flórida, fez com que vários famosos do Brasil viessem para cá e tomassem a vacina. Além da segurança de ter um ativo em dólar, ou seja, de terem dolarizado parte do Real, de diversificarem seus investimentos em um destino sólido como a Flórida, do acesso à cultura e segurança americana, eles puderam usufruir do benefício mais desejado no mundo hoje: o direito da vacina", explicou Cabau. "Rubens Barrichelo, Carolina Dieckman, Rivaldo, Kiko (KLB), Leandro Hassum, Marta, Alexandre Pato, Rebecca Abravanel, Nivea Stelmam, entre outros, são personalidades que já estão imunizadas e se beneficiando da eficiência norte-americana na luta contra esse vírus, exclusivamente e por terem um endereço aqui na Flórida", disse Cabau.
Mateus aproveita para sugerir aos araraquarenses que estarão em Orlando, por 45 dias, para se vacinarem contra a Covid-19, a optarem pela hospedagem em vacation homes. São casas localizadas em condomínio tipo resort club, na região do complexo da Disney, que oferecem todo o conforto e estrutura para longa, confortável e divertida estadia.
“Essas casas possuem quintal, piscina e jacuzzi privativa, onde você pode comprar aquela
picanha no Supermercado LUSO Brasileiro SEABRA, por US$ 6 (seis dólares a libra) e fazer seu churrasquinho, tomando a cerveja mais antiga – e melhor – cerveja americana ‘Yuengling’, curtindo o por do sol maravilhosa da Flórida”, informou Cabau, que ainda aproveitou para informar os melhores condomínios para ficar hospedado: “Encore at Reunion, Reunion Resort, Champions Gate, Solara Resort, Paradise Palms, Storey Lake Resort e Windsor at Westside Resort, são ótimos para ficar e passar um bom período com a família”.

Governador da Flórida libera vacinas Na última semana de abril, o governador da Florida, Ron DeSantis, determinou que qualquer pessoa acima de 16 anos, no estado, poderá ser vacinada, independente do documento e endereço de residência. Até então, apenas os residentes documentados poderiam ter o benefício da vacina.

Isso ocorreu por pressão política e, principalmente, pelo fato de mais de 6 milhões de residentes da Flórida já estarem imunizados e não ter mais filas nos postos de vacinação. A
medida tem como objetivo direto tornar acessível a vacinação ao morador sem documento,
mas indiretamente estará colaborando para o chamado 'turismo da 'vacina.
Miami também informou nesses últimos dias que terá um posto de vacinação dentro do
aeroporto, facilitando ainda mais o turista não imunizado. Lembrando que nos EUA a pessoa pode escolher entre três tipos de vacinas, sendo uma delas da Johnson & Johnson, que é dose única.
As vacinas autorizadas pelo FDA (semelhante à ANVISA, nos Estados Unidos) são: Johnson & Johnson, Moderna e Pfizer. Essas duas últimas são administradas em duas doses.
O FDA, inclusive, já liberou para crianças a partir de 12 anos receberem a vacina da Pfizer nos próximos dias. Hoje, a idade mínima estabelecida é 16 anos, para vacina da Johnson & Johnson.

Orlando: muito além da vacina Mateus Cabau acredita que Orlando chegou o mais perto possível de descobrir como seria a cidade sem turistas durante o ano de 2020. De acordo com um novo relatório do Visit Orlando, publicado recentemente, o ano de 2020 apresentou uma redução de 53% de visitantes, em relação a 2019.
O ano de 2019 foi um recorde para o turismo na Flórida. Mais de 133,7 milhões de pessoas
vieram para o Estado de férias no último ano, antes da pandemia do coronavírus. Somente a cidade de Orlando recebeu mais de 77 milhões desses turistas em 2019. A terra dos parques temáticos é o destino mais visitado das Américas há cinco anos consecutivo.
A boa noticia é que nesse ano de 2021 a hotelaria de Orlando já esta mostrando uma forte
recuperação. Números indicam que o turismo já esta atingindo dois terços dos números de
2019 e, mais do que isso: a pesquisa em sites de viagens por hotéis em Orlando já está nos mesmo níveis de 2019.
A indústria hoteleira acredita que o verão de 2021 deverá ter um desempenho muito parecido com os números de 2019.
Em pronunciamento feito na Casa Branca, a diretora do Centro dos EUA para Controle e
Prevenção de Doenças, Dra. Rochelle Walensky, anunciou que pessoas totalmente vacinadas contra Covid-19 não precisam usar máscaras, ou praticar distanciamento social, em ambientes fechados ou ao ar livre, exceto em certas circunstâncias.
"Se você estiver totalmente vacinado, pode começar a fazer as coisas que parou por causa da pandemia", disse a Dra. Rochelle Walensky, durante uma reunião na Casa Branca sobre Covid- 19. "Todos nós ansiamos por este momento em que possamos voltar a algum sentido de normalidade." Ddos oficiais da vacinação contra o Covid-19, até 10 de Maio de 2021, nos Estados Unidos Total de doses aplicadas 265 milhões Pessoas totalmente vacinadas 118 milhões Porcentagem de pessoas totalmente vacinadas
35,8% A meta do presidente Joe Biden é de atingir a imunização de 70% dos americanos até o dia 4 de julho, data em que se celebra a Independência dos Estados Unidos.