Sidney Schiavon, fundador de liga pioneira de futsal e um apaixonado por Araraquara

Jornalista e radialista criou a LAFS, trabalhou mais de 50 anos no jornal O Imparcial e idealizou diversos programas na Rádio Cultura

148

Roberto Schiavon/Colaboração

Os 204 anos de Araraquara incluem histórias de personagens que se dedicaram a trabalhar pelo crescimento do esporte na cidade. Uma dessas figuras é o jornalista Sidney Schiavon, um dos fundadores e primeiro presidente da Liga Araraquarense de Futebol de Salão (LAFS).

Fundada em 10 de março de 1956 por Schiavon e pelo professor Julio Herculano Mazzei, a entidade é considerada a mais antiga liga de futsal do mundo e a segunda entidade mais antiga da categoria, atrás apenas da Federação Paulista, fundada em 1955.

Contando com 22 clubes fundadores, o estatuto da LAFS foi aprovado no dia 21 de abril de 1956 e a primeira competição teve início no dia 12 de junho do mesmo ano, com as equipes divididas em primeira e segunda divisões. A comissão encarregada da redação do estatuto foi composta por Alceu Di Nardo, Francisco Peixoto, Anisio Libutti, Rômulo Telarolli, Othon Amaral, Nildson Leite Amaral e Geraldo Cesarino.

Além do jornalista Sidney Schiavon e do professor Júlio Mazzei, a LAFS contou na época com a colaboração de nomes ligados à crônica esportiva, como Dorival Marcondes Machado, Arnaldo Frigo, Aldo Pondaco, Ronaldo Roberto Pinheiro, Lázaro Wando Minghin e Denisar Alves, entre outros.

Em seus 65 anos de história, a LAFS revelou diversos talentos e promoveu inúmeras partidas memoráveis, que marcaram as vidas dos amantes da modalidade.

Entre os atletas da cidade que se destacaram ao longo dessa trajetória, estão nomes como Espingardinha, Denis Lima, Comida (irmão do atacante Careca), Fran e seu irmão Chiquito, Carlos Henrique, Mussum, Sem Asa, Zé Henrique ‘Bodinho’ e Carlos Coutinho.

Trajetória profissional

Sidney Schiavon trabalhou por mais de 50 anos no jornal O Imparcial, onde era editor do Caderno de Esportes e escrevia sua crônica diária sobre o cotidiano da cidade. Criador de espaços culturais no jornal, como Projeto Pinacoteca e Projeto Poesia, Schiavon também desenhava charges e tiras de histórias em quadrinhos.

Na Rádio Cultura foi criador do programa de esportes Janela Esportiva, considerado o programa esportivo mais antigo de rádio no Brasil. Na mesma emissora criou diversos programas de sucesso, tanto na área esportiva quanto na área de entretenimento, como o Real Divertimentos, em 1958, que era transmitido diretamente do antigo Teatro Municipal. Escreveu também várias peças para o Rádio Teatro da Cultura.

Sidney Schiavon era chamado de O Homem dos Sete Instrumentos, pois, além de jornalista e radialista profissional, foi servidor público, advogado tributarista e professor de desenho, formado pela Escola de Belas Artes de Araraquara, em 1956.

Ele morreu no dia 23 de junho de 1998, aos 71 anos, deixando um legado de dedicação e amor ao esporte, às letras, às artes e a Araraquara, cidade onde nasceu e para a qual dedicou sua vida.