Rodovia Washington Luís pode ter pedágio entre Araraquara e Ibaté

A ARTESP fará Audiência Pública em Araraquara para a apresentação da proposta na próxima quarta-feira (27)

108

Durante uma Audiência Pública realizada nessa quinta-feira (21), em São Paulo-SP, a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), apresentou uma proposta de implantação de Pedágio entre Araraquara e Ibaté.

Segundo o diretor geral da agência, Milton Persoli, a previsão da implantação do pedágio faz parte de um primeiro estudo. Segundo ele, o local escolhido daria um equilíbrio para a concessão, de acordo com os investimentos dos últimos 30 anos.

Persoli deixou claro que é uma previsão, ou seja, nada está definido e a localização do futuro pedágio pode ser alterada.  A previsão de investimentos é de R$ 3,5 bilhões durante o prazo de concessão e as novas praças de pedágio seriam ativadas somente após o término das obras.

Na Audiência Pública foi apresentada a proposta de um novo modelo de concessão, com descontos de 5% para quem usa tag para o pagamento do pedágio e redução progressiva nos valores para quem viaja com frequência.

Na próxima quarta-feira (27), às 10h, a ARTESP faz em Araraquara, no auditório do SEST/SENAT, a apresentação do projeto de concessão para a prestação dos serviços públicos de operação, manutenção e realização dos investimentos necessários para a exploração do sistema rodoviário do Lote denominado Noroeste Paulista.
Antes, a agência apresenta o projeto nas cidades de Barretos e São José do Rio Preto (dia 25) e em Penápolis, no dia 26.

O edital das concessões será finalizado depois das audiências públicas realizadas e deverá ser lançado em fevereiro de 2022. O leilão do lote está previsto para junho e a assinatura do contrato de concessão em dezembro de 2022.

No Lote Noroeste Paulista, estão a Rodovia Washington Luis (SP-310) compreendendo trechos entre São Carlos e Mirassol, a Rodovia Brigadeiro Faria Lima, nos trechos entre Matão e Bebedouro e a SP-333, entre Sertãozinho e Borborema.