Região continua em alerta para enfrentar a pandemia da Covid-19

Reunião entre prefeitos e Departamento Regional de Saúde, nesta quinta-feira (11), apresentou situação crítica na ocupação de leitos

33
O prefeito Edinho e o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto, participaram de mais uma reunião com prefeitos da região e representantes do Departamento Regional de Saúde (DRS 3) e do Governo do Estado nesta quinta-feira (11).

A região continua em alerta para a alta ocupação de leitos para pacientes com a Covid-19. Segundo o DRS, o número de leitos de UTI Covid foi quase triplicado desde o início da pandemia, mas, mesmo assim, o sistema opera próximo da ocupação máxima.

“O panorama regional é crítico, com quase todos os leitos de UTI ocupados e pacientes aguardando transferência no sistema de regulação. O estado de São Paulo todo está em alerta. Todos os municípios devem continuar adotando medidas de isolamento social, com apoio dos moradores. Precisamos de muita união para enfrentar esse momento difícil e salvar vidas”, afirmou Edinho.

O prefeito de Araraquara se colocou à disposição para ajudar municípios da região com internações de pacientes, caso haja disponibilidade de vagas.

“Aqui em Araraquara, os especialistas em saúde pública mostram que nossas medidas mais restritivas tomadas no final de fevereiro deram resultado, com queda no número de novos casos, média móvel e internações. Estamos no caminho certo, e agradeço muito à população de Araraquara por nos apoiar. Vamos continuar avaliando a evolução da pandemia diariamente e ouvindo a ciência, os especialistas, para tomarmos as nossas decisões”, complementou Edinho.

De forma online, a reunião teve presenças de prefeitos de municípios da região; da diretora do Departamento Regional de Saúde, Sônia Regina Souza Silva; do diretor de Desenvolvimento Regional, Fernando Medeiros; da coordenadora estadual de Políticas Públicas para Mulheres, Edna Martins, também representando a Secretaria de Desenvolvimento Regional; e de Paulo Albano, diretor regional de Assistência e Desenvolvimento Social.