Reeducandos do CR de Araraquara iniciam Curso Superior de Tecnólogo em Logística

Oportunidade de acesso ao Ensino Superior prepara para o mercado de trabalho e favorece a ressocialização dos presos

112

O mês de agosto de 2021 ficará marcado na vida de 277 reeducandos e reeducandas do Sistema Prisional Paulista pelo início de uma nova jornada e uma oportunidade para um futuro melhor. Na última segunda-feira (2), detentos de 12 unidades prisionais da região noroeste do Estado de São Paulo iniciaram as aulas do Curso de Tecnólogo em Logística.

O curso, que é de Ensino em Nível Superior, tem duração de 4 semestres e aborda disciplinas como Empreendedorismo, Gestão de Pessoas, Economia e Mercado, Gestão de Estoques e Operações, Logística Reversa, Administração da Produção e Materiais, Gestão de Projetos, entre outros. Durante a participação no projeto o reeducando que obtiver o direito à liberdade, manterá a bolsa integral e poderá continuar os estudos fora do sistema prisional.

Resultado da parceria entre a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), a Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” – Funap e o Centro Universitário Unilins, o curso é ofertado na modalidade Ensino à Distância (EAD) offline, assim, não há necessidade de acesso à internet para acompanhar o conteúdo. O material de estudo é composto por livros impressos produzidos pelos professores de cada disciplina e organizados em formato de plano de estudos, que apresentam a ordem exata que precisa ser estudada, e videoaulas gravadas em DVD pelos mesmos professores.

As aulas acontecem de segunda a sexta-feira e duram duas horas. Nesse período os alunos assistem aos conteúdos propostos, realizam a leitura do conteúdo do livro didático, debatem sobre o tema apresentado e anotam eventuais dúvidas e dificuldades para que sejam encaminhadas ao tutor da disciplina.

O curso é muito importante para mim, pois tenho projetos de empreendedorismo após o cumprimento da pena. Sei que, após o cumprimento da pena, terei um certificado de curso superior e poderei ser aceito no mercado de trabalho. Acredito que este projeto mudará a minha vida e que a educação é um meio de transformação social, destacou um dos reeducandos participantes do curso.

O projeto faz parte do Programa de Formação em Nível Superior no Sistema Prisional (PROFENS), iniciativa da Funap que viabiliza aos reeducandos acesso à cursos de graduação em Nível Superior, e atende os CPPs I e II de Bauru, CR de Araraquara, CR de Lins, CR de Marília, PI de Balbinos, Penitenciária de Marília, Penitenciária Feminina de Pirajuí, PI e PII de Pirajuí, PI de Reginópolis e Penitenciária de Avanhandava.