Profissionais da Saúde de Araraquara têm sofrido discriminação

Segundo o Sismar que representa a categoria, eles são vistos como ameaça quando vão fazer suas compras

250

Servidores municipais da UPA’s e demais unidades de saúde têm relatado ao Sismar, dificuldades no atendimento em estabelecimentos comerciais de Araraquara devido às suas funções. Estão sendo discriminados por serem da área da saúde.

Esses profissionais são cidadãos que precisam exatamente das mesmas coisas que todos os demais, e precisam conseguir atendimento sem distinção. Afinal estão trabalhando na linha de frente do combate e merecem respeito.

Nota do Sismar

O SISMAR repudia todo e qualquer tipo de discriminação contra profissionais da Saúde, principalmente neste momento de pandemia. E pede encarecidamente, em nome de todos os servidores da Saúde, que os estabelecimentos que podem estar abertos durante a pandemia atendam com qualidade estes profissionais que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Eles estão salvando vidas e evitando a propagação do vírus, eles não são uma ameaça.