Primeiros pacientes da rede pública recebem tratamento com plasma contra Covid-19

O tratamento com plasma foi desenvolvido pelo Instituto Butantan e está sendo aplicado no Centro Epidemiológico Unimed

40
Semana do Doador de Sangue 2017

Três pacientes de Araraquara atendidos pela rede pública de saúde iniciaram esta semana o tratamento com plasma contra Covid-19. O procedimento é realizado por meio de uma parceria entre Prefeitura, Instituto Butantan, Unimed e Unesp, mediante critérios clínicos.

 Todos os pacientes – dois homens de 66 anos e uma mulher 72 anos – foram encaminhados pela UPA da Vila Xavier (Polo de Atendimento Covid em Araraquara) e se enquadram nos critérios estabelecidos, que englobam pessoas com 40 anos de idade ou mais, com comorbidades (hipertensão, diabetes, cardiopatias, pneumopatias, obesidade, doença renal crônica, doença hepática e imunossuprimidos) e que estejam até o quarto dia do início dos sintomas.

O plasma utilizado foi enviado pelo Instituto Butantan, porém a ideia é que o município se torne autossuficiente a partir das doações de voluntários feitas diretamente ao Hemonúcleo Regional de Araraquara, vinculado à Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp.

O tratamento com plasma foi desenvolvido pelo Instituto Butantan e está sendo aplicado no Centro Epidemiológico Unimed, localizado em área anexa ao Centro Unimed de Qualidade de Vida – Univida, que fica no antigo Hospital Canasol, no Jardim Higienópolis.

O plasma, que é a parte líquida do sangue, é retirado de voluntários já curados da Covid-19 e aplicado no paciente infectado. Os anticorpos presentes no plasma estimulam o organismo afetado a se defender da doença, até que ele tenha tempo de reagir e montar a sua resposta imune.

Embora até o momento não exista terapia específica contra a Covid-19, o tratamento com plasma convalescente tem trazido bons resultados, de acordo com o Instituto Butantan.