Presídios arrecadam alimentos durante imunização dos servidores

Promovida pelo CQVidass, campanha ‘Vacinação Solidária’ ajuda entidades assistenciais de cidades da região noroeste

27

Profissionais que atuam na linha de frente dos presídios foram contemplados com a vacina da Covid-19. Nas unidades prisionais da Coordenadoria da Região Noroeste (CRN), por exemplo, quase 6 mil funcionários já foram imunizados. Em meio à aplicação das doses, amparo: servidores arrecadaram alimentos não perecíveis para prestar assistência às famílias mais vulneráveis.

Trata-se da campanha “Vacinação Solidária”, iniciativa do Centro de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor (CQVidass) com apoio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Todo produto arrecadado foi entregue a entidades filantrópicas ou ao Fundo Social de Solidariedade dos municípios em que os presídios estão instalados.

Nutricionista do CQVidass da Coordenadoria Noroeste, Nilde Regina dos Santos destaca a importância de ações solidárias em meio a tantas dificuldades de saúde e econômicas impostas pela pandemia de Covid-19. “A solidariedade é um pilar fundamental e a intervenção desenvolvida nas unidades vem ao encontro das necessidades vividas por pessoas carentes da nossa comunidade”, diz.

 CAMPANHA CONTINUA

A campanha seguirá até a aplicação da segunda dose da vacina, prevista para ocorrer em maio. Em todo o Estado de São Paulo, 178 unidades prisionais foram contempladas com o programa de vacinação, totalizando 30 mil servidores imunizados.

A vacina foi aplicada por profissionais de saúde que atuam nos próprios estabelecimentos penais, evitando, assim, que os servidores se deslocassem até a rede pública e causassem aglomerações.