Prefeitura inicia entrega de carteirinhas das pessoas com autismo

Documento visa garantir atenção integral e prioridade no atendimento e no acesso a serviços públicos e privados, em especial na saúde, na educação e na assistência social

73

A Prefeitura iniciou nesta quarta-feira (9) a entrega das primeiras Carteiras de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo, no Centro de Referência do Autismo.

O documento visa garantir atenção integral e prioridade no atendimento e no acesso a serviços públicos e privados, em especial na saúde, na educação e na assistência social.

O prefeito Edinho e a equipe que gerencia o Centro de Referência do Autismo estiveram na entrega simbólica, além da presidente da Ampara (Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Araraquara), Karina Maia, representando todos os pais, mães e familiares de pessoas com autismo.

“É uma iniciativa fundamental para a garantia de direitos às pessoas com autismo e a seus familiares. Vamos continuar lutando para uma Araraquara ainda mais inclusiva e que respeite o direito de todos”, disse o prefeito Edinho.

Karina Maia agradeceu à Prefeitura. “Isso aqui para nós, como pais e mães, é uma questão de respeito, porque é muito difícil quando a gente usa uma fila preferencial e as pessoas não entendem, não compreendem, não têm empatia, são preconceituosas. Fico muito orgulhosa de que as políticas públicas para as pessoas com autismo tenham avançado em Araraquara”, disse a presidente da Ampara.

Ao longo desta quarta-feira, as primeiras 16 carteirinhas foram entregues. Para obter o documento, é preciso entrar no site da Prefeitura, ir em “avisos importantes”, clicar em “Carteira do Autista” e preencher os dados. A emissão da carteirinha tem prazo estimado em 20 dias.

Nesta quarta-feira, também começou a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com autismo e que têm 18 anos ou mais. Basta ir a qualquer ponto de vacinação e apresentar RG, CPF, comprovante de endereço e atestado médico ou a própria carteirinha.

Estiveram na visita a secretária de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Vizoná; o coordenador de Direitos Humanos, Renato Ribeiro; o gestor do Centro de Referência do Autismo, Luiz Garlippe; e a assessora de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Débora Félix.