Prefeitura e Daae entregam nova estação elevatória de esgotos no Parque São Paulo

Nova estação atende aproximadamente 17 mil habitantes e garante que a expansão urbana da região leste ocorra de forma sustentável

22

A Prefeitura e o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos) entregaram oficialmente nesta terça-feira (1º) a segunda Estação Elevatória de Esgotos do Parque São Paulo, localizada na Rua Joseph Smith.

A nova estação é responsável por bombear o esgoto gerado por aproximadamente 17 mil moradores daquela região até o interceptor, que encaminha o efluente para a Estação de Tratamento de Esgotos de Araraquara.

O investimento na construção foi de R$ 1.260.000, sendo R$ 812 mil em recursos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e R$ 448 mil do próprio Daae. A capacidade de bombeamento é de 90 m³ (90 mil litros) de esgoto por hora.

A nova estação garante que a expansão urbana da região leste de Araraquara, que recebeu novos condomínios residenciais nos últimos anos, possa ocorrer de forma sustentável.

Em visita ao local, o prefeito Edinho destacou que a entrega da obra é fundamental para toda a região do Parque São Paulo. “É uma obra de infraestrutura extremamente importante para que Araraquara cresça de forma sustentável e com qualidade de vida. De 2017 até o final de 2021, o Daae vai investir R$ 80 milhões. Minha gratidão a todos os servidores do Daae”, afirmou Edinho.

Os investimentos do Daae incluem poços e reservatórios, sistema de abastecimento de água, sistema de coleta e tratamento de esgotos, meio ambiente, coleta e tratamento de resíduos e administração.

“É mais uma obra do Daae. Agradeço a todos os servidores que trabalharam para a construção de mais uma estação elevatória de esgoto, que é muito necessária devido aos novos empreendimentos da região”, declarou o superintendente do Daae, Donizete Simioni.

Além de Edinho e Donizete Simioni, estiveram na visita o secretário de Obras e Serviços Públicos, Sérgio Pelícolla; José Braz Scognamiglio e Fernando Lourencetti, representando os diretores do Daae; e o engenheiro Reinaldo Landgraf, representando a empresa responsável pela obra, Exetécnica Engenharia.