Prefeitura abre sindicância para apurar atendimento à gestante com Covid

Paciente gestante de 8 meses e 10 dias, diagnosticada com Covid-19, morreu nesta segunda-feira (28), depois que houve piora no quadro clínico. Bebê encontra-se assistido na maternidade Gota de Leite em boas condições clínicas

380

A Fundação Municipal Irene Siqueira Alves – Vovó Mocinha (Fungota) responsável pela gestão das unidades de Pronto-Atendimento do Município e, desde 2020, responsável também pelo atendimento COVID-19 no Polo de Atendimento da Vila Xavier e Hospital de Campanha vem a público informar que enviou para publicação nos Atos Oficiais a abertura de Sindicância para apuração das condições e circunstâncias de atendimento à paciente Laisa Maria da Silva Santos na Unidade de Referência Covid da Vila Xavier (UPA VX), em virtude de reclamações registradas por familiares. A portaria deve ser publicada nesta terça-feira (29) nos Atos Oficiais do Município.

A paciente, gestante de 8 meses e 10 dias diagnosticada com Covid-19, após passagens pelo pronto-atendimento na UPA VX, foi submetida, neste dia 27 de junho, ao parto cesárea na Maternidade Gota de Leite. Vale ressaltar que não houve qualquer intercorrência materno-infantil neste procedimento. O bebê encontra-se assistido na maternidade e em boas condições clínicas.

Porém, em razão de sua condição de paciente positivada para Covid-19, a mãe foi encaminhada ao serviço hospitalar de referência Covid-19, o Hospital de Campanha (leito UTI), mas não resistiu nesta segunda-feira, dia 28 de junho, quando houve piora no quadro clínico.

A Prefeitura e a Fungota lamentam muito o ocorrido, se solidarizam com a família e reforçam que os fatos serão devidamente apurados e, se houver negligência comprovada nos atendimentos prestados, os envolvidos serão responsabilizados e punidos.