Polícia pede prisão temporária de suspeito de matar motorista de aplicativo

Homem, de 38 anos, teria sido identificado pela Polícia Civil como o autor do crime

303

A Justiça expediu mandado de prisão temporária de 30 dias contra o homem, de 38 anos, acusado de matar a tiros o policial aposentado Antônio Bezerra Filho, de 62 anos, que trabalhava como motorista de aplicativo, na manhã da última sexta-feira (19), no Jardim Arangá. O carro usado na fuga pelo suspeito foi localizado pela polícia.

Segundo o apurado, o acusado pelo assassinato já teria ficado 20 anos preso e teria saído da cadeia no último dia 11 de março. Ele estava preso na capital paulista. Após cruzar informações e localizar o veículo usado pelo criminoso para fugir do local do crime, a equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Araraquara, identificou o acusado.

O delegado Edmar Piccolo Júnior conseguiu um mandado de prisão, mas o ex-presidiário segue foragido. Ele já esteve preso por homicídio registrado há cerca de 20 anos, em Araraquara.

A Polícia Civil trabalha também para identificar o comparsa que estava com o assassino no local do crime. Os policiais seguem com diligências para tentar prender o acusado.

O sepultamento da vítima aconteceu em Matão.

Foto: O Imparcial