Poeta araraquarense participa de Antologia “Poesia entre amigos”

Renato Siqueira contribui com 10 dos 118 textos de 14 poetas de vários estados brasileiros que compõem a obra

190

José Augusto Chrispim

A poesia araraquarense tem um motivo para comemorar. É que o poeta araraquarense Renato Antônio Siqueira, que integra um grupo de 14 poetas de vários estados brasileiros, contribuiu com 10 textos na Antologia recém produzida intitulada: “Poesia entre amigos”. Ele conta que foi convidado por uma das organizadoras, a poetisa Cema Lins, e pelo idealizador Almir Oliveira.

De acordo com Renato, nesse tipo de trabalho não há lançamento, é feita uma coletânea pré combinada de poesias, sendo entre oito e dez poesias de cada participante. No total, a obra contém 118 poesias.

Os poetas e poetisas que integram a antologia são: Adson Cordeiro, Almir Oliveira, Cema Lins, Francisco Eufrasio, Gibcleide Barros, Leônia Simões, Luísa Crispim, Marcia Carvalho, Miriam Angotti, Jorge M. Ramos, Renato Siqueira, Silvania Kaminski, Solange Campos, Stela R. Fort.

Intuição mediúnica

Renato Antônio Siqueira, tem 46 anos e é natural de Araraquara. Ele, que trabalha como vigilante em uma empresa que presta serviços na Embraer, se define como poeta por hobby. Renato é pai de Isabela Juliana e diz que é católico de batismo e umbandista por opção. “Pregando sempre a paz de maneira ecumênica, respeitando a todas as religiões e crenças, assim como todos os tipos de pessoas. Algumas das obras são de intuição mediúnica, porém os espíritos ainda mantém o anonimato, pois eles dividem comigo a autoria. Tenho mais de 130 poesias escritas e, assim que possível, lançarei meu livro com as bênçãos de Deus e a proteção dos bons espíritos. Possuo uma página no Facebook chamada “Asas de um sonhador, Voando até o fim”, onde divulgo mensagens positivas e de fé, além de trabalhos meus. Meus principais temas para minhas obras são a religiosidade sem distinção de religião, abordando de forma ecumênica e também o romantismo, mas sendo mais latente as coisas de Deus. Em alguns trabalhos sendo observada a intuição do plano espiritual, porém sem identificação dos espíritos, que preferem manter o anonimato”, explica o poeta.

Motivação

Questionado sobre sua motivação e como se iniciou na poesia, Renato contou que tudo começou com mensagens de bom dia a amigos pelo Orkut.

“Na época do antigo Orkut escrevia mensagens de bom dia para os amigos. Em 2018, já no Facebook, uma prima, a poetisa Miriam A. Angotti Ferreira viu um escrito meu e me incentivou a tentar fazer as poesias. Comecei a escrever e logo tomei gosto. Sendo assim, fui convidado para o Grupo Luso Brasileiro de poesias. Depois vindo a me tornar membro Fundador da ALBAP- ACADEMIA LUSO BRASILEIRA DE ARTES E POESIAS que, hoje conta com membros de diversos países. Nesse grupo faço postagens semanais aos sábados, cada membro possui uma data semanal para divulgar até dois trabalhos e aos domingos postagens sem escalas no limite citado” conta.

Mensagem

“Para todos aqueles que gostam de escrever poesias, não desistam de seu sonho, a melhora vem com o tempo, não tenha vergonha de consultar o dicionário, com o tempo seu vocabulário aumenta. Tenha em mente que ninguém nasce sabendo. Leia sempre outros autores para conhecimento de palavras. Não se preocupe com a fama, faça sua poesia brotar da alma, nunca ache que é tarde demais, idade são rótulos impostos pela sociedade, a idade está na mente. O importante é não perder sua essência”, finalizou.