Plano de Contingência “Operação Chuvas de Verão” tem início nessa terça (15)

Plano é executado anualmente, de 15 de dezembro a 15 de março, e visa ações conjuntas capazes de minimizar os efeitos decorrentes das fortes chuvas

55

A Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e a Defesa Civil Municipal dão início, nesta terça-feira (15), ao Plano de Contingência Operação Chuvas de Verão 2020-2021. O Plano é executado anualmente de 15 de dezembro a 15 de março, com políticas e ações conjuntas capazes de minimizar os efeitos decorrentes das condições climáticas adversas características dessa época do ano.

De acordo com o coronel João Alberto Nogueira Junior, secretário municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, “algumas instituições já atuam de maneira essencial frente às intempéries características dessa época do ano”. Elas executam suas atividades preventivas e de resposta aos eventos extremos, com normas e técnicas próprias de cada uma. “O objetivo do Plano é a integração destas instituições com os órgãos da Prefeitura, para facilitar a preparação e resposta das atividades, visando principalmente a preservação da vida, redução dos danos e o restabelecimento da normalidade social”, reforça ele.

Luiz Dell’acqua, da Gerência da Defesa Civil, destaca algumas das ocorrências observadas no município, durante o período de chuvas, que vai de dezembro a março. São alagamentos, inundações bruscas em vias e logradouros; alagamentos em imóveis; desabamentos, queda, danos, rupturas ou comprometimento de estruturas; quedas de árvores, galhos ou vegetações; queda ou ruptura de fios e cabos energizados; rupturas de asfalto, guias e sarjetas, ou áreas de rodagem de veículos; deslocamento de tampas dos postos de verificação da rede de esgoto, e erosões.

Dell’acqua explica ainda que o Plano de Contingência foca algumas áreas sujeitas a alagamento em vias públicas e logradouros de Araraquara, sendo que algumas delas são consideradas prioritárias: a região da Via Expressa com a Avenida Domingos Zanin, próximo córrego do Ouro; Via Expressa com Rua Miguel Cortez; Via Expressa sob o Terminal de Integração; Estrada Abílio Augusto Côrrea, na ponte sobre o córrego do Ouro; Rua Padre Manoel da Nóbrega com a Avenida Mário Zampieri, no acesso à fábrica Nestlé; Rua Napoleão Selmi Dei, na rotatória da captação de água das Cruzes, e na Avenida Padre José de Anchieta, no Córrego do Ouro.

Ele lembra que existe ainda um monitoramento da quantidade de chuva na região da Via Expressa, embaixo do Terminal de Integração. Este sistema detecta quando a chuva supera 60 milímetros de chuva por hora, que já é condição para encher as galerias pluviais e provocar alagamentos. “Neste caso, agimos com a interdição do tráfego de veículos da Avenida Feijó até a Avenida Dom Pedro II”, informa Dell’acqua.

Efetivo
Fazem parte do efetivo desse Plano de Contingência, além da Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e Defesa Civil Municipal, a Secretaria de Gestão e Finanças, a Fiscalização de Trânsito, Guarda Civil Municipal, Secretaria de Comunicação, Secretaria de Desenvolvimento Urbano,  Secretaria de Obras e Serviços Públicos, Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, Secretaria de Saúde, Fundo Social de Solidariedade, Coordenadoria de Suprimentos e Logística, Coordenadoria de Mobilidade Urbana, Departamento Autônomo de Águas e Esgoto  (DAAE), Diretoria de Gestão Ambiental, Diretoria Técnica e Operacional, Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros, CPFL e Proteção e Defesa Civil Estadual.