Penitenciárias retomam visitas presenciais neste final de semana

178 unidades prisionais do Estado de São Paulo terão que seguir medidas de segurança contra à Covid-19 para comportarem visitações

72

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), retoma as visitas presenciais a partir deste final de semana (10 e 11). As visitas acontecerão nos 178 presídios que a SAP administra no Estado de São Paulo, com restrição de apenas 01 pessoa cadastrada no rol de visitas por reeducando.

“Após um longo período com visitas suspensas, a retomada da visitação ocorrerá dentro dos critérios de segurança, seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde. O uso de máscara é obrigatório durante todo o período de permanência na unidade prisional, e não serão permitidos quaisquer contatos físicos entre custodiados e visitantes, sujeitando o descumprimento às medidas de suspensão temporária de visitação do reeducando(a) e/ou visitante’’, explica Antônio Pereira, presidente do Sindespe, sindicato que responde pelos agentes de escolta e vigilância penitenciária.

A visitação está limitada para maiores de 18 anos, entretanto, pessoas a partir de 60 anos – ou integrantes do grupo de risco –, poderão entrar somente se apresentarem comprovante do esquema vacinal completo para Covid-19; para aqueles que tiverem entre 18 e 59, não haverá exigência do comprovante de vacinação. O visitante deverá portar a carteirinha de visitante, o documento de identificação com foto e o comprovante de vacinação contra a Covid-19 – se for o caso –, sendo vedada a entrada de quaisquer outros objetos.

As visitas ocorrerão por um período máximo de duas horas (das 9h às 11h e das 13h às 15h), e serão divididas entre os finais das matrículas dos reeducandos (pares e ímpares) e mediante divisões de pavilhões (pares e ímpares). Os presídios em que os pavilhões são divididos por letras seguem as mesmas regras, considerando como PARES os pavilhões B, D, F, H, J e L e ÍMPARES os pavilhões A, C, E, G, I, K e M.

Os Centros de Ressocialização, Hospitais de Custódia e Alas de Seguro serão considerados como pavilhão único, sendo as visitas realizadas em finais de semana intercalados: aos sábados, com reeducandos com matrículas que possuem um final ímpar, e domingos matrículas com final par.

Pereira ainda pontua que embora os protocolos de segurança sejam cumpridos, as visitações podem ser suspensas novamente. ‘’A visitação em determinada unidade poderá ser suspensa temporariamente, diante da presença novos casos de Coronavírus’’, finaliza.