PAT fecha 2020 com mais de 14 mil pessoas atendidas

Foram mais de 11 mil encaminhamentos para vagas de emprego

35

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Araraquara atendeu 14.580 pessoas entre janeiro e dezembro do ano passado. Ao longo de 2020, a unidade encaminhou 11.179 candidatos para 706 vagas abertas.

O local, disponibilizado pelo Município em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, funciona como uma agência pública de intermediação de mão de obra, fazendo a ponte entre trabalhadores desempregados ou à procura de nova colocação e empresas que possuem vagas disponíveis.

A unidade de Araraquara funciona na Cetecs (Coordenadoria Executiva de Trabalho e de Economia Criativa e Solidária), localizada na Av. Nabor Rodrigues dos Santos, 467, no Jardim dos Manacás. O atendimento presencial é realizado de segunda a sexta, das 7h15 às 12h e das 13h às 14h45.

As vagas de emprego disponíveis são atualizadas de segunda a sexta-feira e podem ser consultadas no Facebook do próprio PAT: https://pt-br.facebook.com/patararaquara/

Os currículos podem ser enviados para o e-mail curriculopatararaqura@gmail.com ou entregues presencialmente na unidade.

“Quando chegam até nós, os currículos são enviados às empresas, que são responsáveis por entrar em contato com o candidato e fazer a seleção, caso tenham interesse. Para algumas vagas, o PAT recebe muitos currículos e as empresas colocam um limite para o recebimento. Existem vagas que têm muita procura e outras que ficam meses abertas. Existem aquelas que são logo preenchidas e outras que demoram mais. O importante é ter um bom currículo, uma vez que ele é a carta de apresentação do candidato”, conta a coordenadora do Trabalho e Economia Criativa e Solidária da Prefeitura, Camila Capacle, que elenca abaixo dez dicas para um bom currículo.

A coordenadora explica, ainda, que desde setembro de 2020 a Carteira de Trabalho passou a ser digital, e é emitida por meio do aplicativo chamado “Carteira de Trabalho Digital”. Por esse aplicativo também é possível dar entrada no Seguro Desemprego. Quem encontrar dificuldades ou precisar de orientação, pode entrar em contato com o PAT pelo telefone (16) 3322-9530.

10 dicas para um bom currículo:

1 – Economize na quantidade de dados pessoais. Coloque apenas nome completo, e-mail, endereço do seu perfil em redes profissionais, telefone de contato, cidade onde mora, idade ou data de nascimento (opcional). Evite colocar seu perfil pessoal de redes sociais.

2 – Especifique uma área de atuação. Essa informação deve comunicar, de maneira rápida e genérica, com o que você trabalha.

3 – Descreva sua formação. De forma sucinta, liste os cursos que você já fez.

4 – Faça um resumo das suas qualificações, descrevendo as áreas de atuação e seu papel em cada uma delas.

5 – Capriche na experiência profissional. Essa é uma das partes mais importantes do seu currículo, é preciso tratá-la com atenção especial. Aqui devem entrar suas experiências mais atuais e relevantes. A ordem das experiências deve ser sempre da mais recente para a mais antiga.

6 – Cursos e outras atividades: se você possui cursos técnicos, experiências internacionais ou participação em eventos que possam turbinar as chances de conquistar a vaga, liste-os no fim do currículo.

7 – Esqueça fotos e outros recursos gráficos. Não coloque fotos no currículo, a menos que seja exigido pela empresa. No caso de precisar incluir sua foto, use uma imagem simples, em que você pareça natural e simpático. Evite selfies, fotos em trajes de banho, em viagens ou festas. Uma simples imagem com boa luz e fundo neutro podem contar muito mais a seu favor.

8 – Observe a linguagem: cuidado com os erros de português! Invista em uma revisão detalhada de todo o seu currículo. Se não tem certeza sobre a grafia de determinada palavra, consulte-a em algum dicionário online.

9 – Observe o formato. O segredo do sucesso é, muitas vezes, não ter medo de parecer comum. Faça a diagramação das informações usando folha de tamanho A4, que é o padrão no Brasil, e utilize fontes com pouca diferença de tamanho nos títulos e textos. Tente concentrar as informações em, no máximo, duas páginas.

10 – Simplicidade é o melhor caminho!