Pastor Hugo quer defender os cristãos e a família tradicional em seu mandato

“Acredito que é essencial a abertura das igrejas e templos religiosos, pois essas instituições prestam um serviço de suma importância para a sociedade”, acredita o vereador do Republicanos

200

José Augusto Chrispim

O jornal O Imparcial entrevista mais um dos 18 vereadores de Araraquara para mostrar aos araraquarenses um pouco sobre o que pensam e o que esperam do atual mandato na Câmara Municipal. O entrevistado desta edição é o pastor Hugo Pereira Adorno, de 54 anos. Pastor Hugo foi eleito pelo Partido Republicanos para seu primeiro mandato, com 1.316 votos.

O vereador relata que, como está em seu primeiro mandato, não tem experiência prática na política, mas ressalta que está na Câmara com o intuito de representar os cristãos e aprender todos os dias. “Temos

buscado informações em diversas fontes, com a intenção de melhorar a cada dia para ajudar o nosso município”, destaca.

Veja a entrevista na íntegra:

O Imparcial: Quais são suas expectativas para seu primeiro mandato como

vereador?

Pastor Hugo: “Através do nosso mandato, vamos buscar trazer melhorias para a

cidade através de emendas, analisar as condições que a cidade se encontra para poder proporcionar o desenvolvimento da nossa Araraquara, estar perto das pessoas para ver as necessidades do povo, ajudando dentro daquilo que for possível e permitido”.

O Imparcial: Em que áreas você pretende atuar? Quais bandeiras você

defende?

Pastor Hugo: “O nosso gabinete está aberto para atender a toda a sociedade e as comunidades da nossa cidade, porém, irei defender e representar os cristãos e a família tradicional. Fui eleito para defender e representar essa parcela da sociedade. Vamos estar atentos para a saúde em nossa cidade, mesmo que estejamos em meio a uma pandemia não podemos esquecer que temos outros pontos de grande importância na área da saúde (unidades básicas, pronto atendimentos, exames e outros). Outro ponto importante de nosso mandato será na questão da zeladoria da cidade, os araraquarenses têm nos questionado muito nessa questão. São buracos, matos em calçadas, terrenos e casas abandonadas, parques, praças e bosques. Há muito o que fazer pela nossa Araraquara”.

O Imparcial: Quais projetos você pretende implantar em seu mandato?

Pastor Hugo: “Para criar leis e projetos de leis esbarramos em alguns limites (constituição federal, estadual e regulamentos de órgãos públicos) e, isso dificulta muito a criação de projetos. Porém nesse momento de plena pandemia acredito que é essencial a abertura das igrejas e templos religiosos, claro que observando todos os protocolos da OMS para atendimento presencial. Tendo em vista que as instituições religiosas prestam um serviço de suma importância em todo nível da sociedade. Temos que levar em consideração a ciência e estar em acordo com os decretos Federais e Estudais que já se posicionaram a favor da essencialidade da abertura dos templos religiosos. Claro que o mandato de um vereador é muito maior do que apenas um projeto, defender apenas um bairro ou uma parte da cidade. Temos que analisar a cidade como um todo e vamos desenvolver outros projetos que possam agregar e melhorar a

nossa cidade”.

O Imparcial: Como você vê a atuação do Legislativo em relação ao combate à pandemia do coronavírus em Araraquara? O que pode

melhorar?

Pastor Hugo: “O Legislativo não tem atuação direta no combate à pandemia, como vereadores, podemos aprovar recursos e créditos para que a prefeitura possa executar ações e planos ao combate ao coronavírus. Podemos trazer emendas para várias áreas da sociedade a fim de aliviar e ajudar os cofres públicos municipais, claro que isso não impede que nós vereadores como figuras públicas lutemos para ajudar determinadas classes da cidade e também podemos ajudar com orientações e informações acerca do enfretamento à COVID-19”.

O Imparcial: Como você vê a atuação do Executivo no combate à pandemia do Coronavírus?

Pastor Hugo: “Estamos passando por um momento muito complicado em todo o mundo, por enquanto, pouco se sabe a respeito do vírus (mutações, novas cepas e variantes). Se olharmos para o quadro atualmente podemos concluir que o Lockdown que tivemos na semana passada ajudou, pois, hoje estamos com uma taxa de positivados que está na média de 25%,  estávamos passando por uma crescente na questão de contaminação e atualmente a taxa tem diminuído. Ainda é cedo para julgar se a atuação de qualquer governo está certa ou errada, além da luta pela vida que estamos enfrentando temos a luta entre a saúde e a economia e somente no futuro

poderemos dizer quem acertou ou errou”, finalizou o vereador pastor Hugo.