Justiça reconhece a marca “Miss Araraquara Oficial” à empresária Korina Viana

Miss Araraquara Oficial, uma história de amor, lutas e sacrifícios

779

A Justiça de Araraquara reconheceu o uso da marca “Miss Araraquara Oficial” à empresária Corina da Conceição Viana, mas conhecida como Korina Viana, pois, de acordo com a sentença judicial, a empresária tem o direito de precedência ao registro da marca.

A Personal Promoter Korina sempre organizou e realizou o Miss Araraquara Oficial há mais de 14 anos, desde 2007 quando o concurso foi resgatado, após 20 anos sem o evento desta natureza em Araraquara. Korina sempre acreditou que a cidade, que possui jovens tão bonitas, não poderia ficar de fora do circuito de misses.

Em decorrência de sua história de amor, sempre lutou para a realização de cada evento na cidade, promovendo pessoas inicialmente desconhecidas para o mundo da moda, fama, oportunidades diversas e sucesso profissional.

Desde então, foram coroadas diversas Miss Araraquara Oficial: Samanta Agda Romancini (2007); Raquel Contente (2008); Julia Amorin (2009); Mariane Silvestre (2010); Suéllen Travensolo (2011); Luane Carrascosa (2012); Luana Soller Luiz (2014); Raíssa Ramos (2015); Francielle Roquetti (2016); Karol Oliveira (2017); e Giulia Trevelin (2018).

Batalha judicial

Nos últimos dois anos, não obstante a pandemia que impediu a realização dos eventos, se instaurou uma batalha administrativa e judicial para a utilização da marca Miss Araraquara Oficial, que teria sido registrada por uma terceira pessoa que nunca exerceu atividade em “concurso de beleza”. Por esta razão, a Justiça suspendeu liminarmente o uso indevido da marca para evitar que ocorresse desvio de clientela, com prejuízos aos consumidores e à empresária Korina, verdadeira titular da marca “Miss Araraquara Oficial”.

O advogado Valcir José Bologniesi, especialista em direito empresarial,

explicou que a marca Miss Araraquara Oficial é utilizada pela empresária

Korina Viana desde o ano de 2007, e, portanto, a sua cliente tem precedência no registro da marca junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI, com fundamento no art. 129, § 1º, da Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1.996. “Qualquer pedido de registro realizado por terceiros perante o INPI é nulo de pleno direito, motivo pelo qual foram tomadas as medidas administrativas e judiciais para a garantia do direito de uso exclusivo da marca por minha cliente”, acrescentou o advogado.

Para Korina, que possui uma história de amor, uma luta constante para a realização dos eventos que exigem verdadeiros sacrifícios pessoais, “o reconhecimento pela Justiça era uma questão de tempo, paciência, mas também de novas vitórias para assegurar a realização grandiosa do evento nos próximos tempos, especialmente com a vitória da humanidade contra o vírus que surgiu para tentar atrapalhar os caminhos e destinos de diversas e futuras modelos de nossa cidade”.

Korina conta também que, na última década, a retomada dos concursos de misses submeteu o evento a uma reformulação que pauta na importância na formação educacional e intelectual das candidatas. E, após a pandemia, as candidatas deverão estar preparadas para novos desafios, deverão ser humanitárias, solidárias e pessoas melhores para os outros. “A imagem da mulher, não se limita ao corpo e rosto bonito, é necessário continuar bonita ao expressar as suas ideias e praticar as suas ações sociais em favor do próximo”, explica Korina.

Corina informou, ainda, que é um sonho que iniciou em 2007 e ainda continua, e, atualmente, conta com importantes parcerias, patrocinadores e projetos que proporcionarão a projeção das Misses ao mundo da beleza e da solidariedade às outras pessoas.

“O mundo passa por mudanças, as mulheres e homens passam por mudanças, e o evento Miss Araraquara Oficial também tem que mudar para projetar as novas candidatas a outros patamares, como ocorrerá com Miss São Paulo, Miss Brasil e o Miss Universo”. Korina está de olho nisso, e todas as candidatas esperam ansiosas pela chance inicial em representar o seu Município no concurso estadual, nacional e até mesmo no Miss Universo.