Jovens entre 18 e 24 anos lideram óbitos em acidentes de trânsito no Estado

Levantamento feito pelo Detran.SP indica que foram registradas 5.990 mortes nessa faixa etária, 16% dos casos fatais, que somaram 36.870

31

Um levantamento exclusivo feito pelo Infosiga, sistema do Governo do Estado gerenciado pelo Detran.SP e pelo Programa Respeito à Vida, para lembrar o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito (comemorado em 21 de novembro), traz uma estatística preocupante: nos últimos seis anos, os jovens entre 18 e 24 anos são as maiores vítimas do trânsito, totalizando 16% dos óbitos, uma situação que se repete nas 16 regiões administrativas do Estado de São Paulo.

 Entre janeiro de 2015 e outubro de 2021 foram registradas 5.990 mortes no trânsito paulista entre os jovens nesta faixa etária. Se ampliarmos os limites de idade para 18 a 34 anos, as fatalidades chegam a 13.300 casos, ou seja, 36% do total de óbitos no estado de São Paulo, que foi de 36.870.

O Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito, comemorado no terceiro domingo de novembro, foi criado em 1993 pela organização Road Peace, do Reino Unido, em prol das vítimas de acidentes rodoviários. Em 1995, a data foi instituída oficialmente no calendário pela Organização das Nações Unidas (ONU) não apenas para lembrar quem perdeu a vida no trânsito, mas para convocar as organizações e população a promoverem ações para melhorar a segurança viária no planeta.

“O Governo do Estado e o Detran.SP tem feito uma série de ações educativas para conscientizar a população sobre a importância de conscientização no trânsito, especialmente diante dessa estatística de que a maioria dos óbitos são de jovens entre 18 e 24 anos. Respeitar as leis de trânsito e exercitar a cidadania é fundamental para mudar essa realidade e salvar vidas”, enfatiza Neto Mascellani, diretor- presidente do Detran.SP.

Infosiga Outubro de 2021

Em outubro de 2021 foram 424 vítimas fatais, contra 434 no mesmo período de 2020, uma queda de 2,3%. No acumulado entre janeiro e outubro de 2021 foram apontados 4.019 óbitos em acidentes de trânsito no Estado contra 4.010 casos no mesmo período de 2020 (+ 0,2%).

Meios de transporte

A maior redução nas fatalidades foram os acidentes envolvendo ciclistas que caíram de 321, de janeiro a outubro 2020 para 270 em 2021 (-15,9). Também se verificou uma queda de 5,6% nos óbitos de pedestres, que passaram de 900 nos 10 meses de 2020 para 850 no mesmo período deste ano. Também foi registrada queda de 0,9% nas ocorrências com ocupantes de automóveis entre janeiro a outubro de 2020, com 986 casos contra 995 em 2020. Já os óbitos envolvendo motociclistas subiram 4,5% comparando o acumulado dos dez meses de 2020 (1545 ocorrências) e 2021 (1615).

Sobre o programa Respeito à Vida

Programa do Governo do Estado de São Paulo, atua como articulador de ações com foco na redução de acidentes de trânsito. Gerido pela Secretaria de Governo por meio do Detran.SP, envolve ainda as secretarias de Comunicação, Educação, Segurança Pública, Saúde, Logística e Transportes, Transportes Metropolitanos, Desenvolvimento Regional, Desenvolvimento Econômico e Direitos da Pessoa com Deficiência.

O Respeito à Vida também é responsável pela gestão do Infosiga SP, sistema pioneiro no Brasil, que publica mensalmente estatísticas sobre acidentes com vítimas de trânsito nos 645 municípios do Estado. O programa mobiliza a sociedade civil por meio de parcerias com empresas e associações do setor privado, além de entidades do terceiro setor. Em outra frente, promove convênios com municípios para a realização de intervenções de engenharia e ações de educação e fiscalização.