Interdição da Via Expressa para obras em passarela terá inversão de pistas nesta quinta-feira (19)

Depois de 45 dias com interdição da pista Roseiras-Rodoviária, trânsito passará a ocupar o sentido Rodoviária-Roseiras; Passarela Orival Ramalho tem estrutura recuperada e irá sediar a Feira Popular

42

A partir desta quinta-feira (19), a interdição de trecho da Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira (Via Expressa) sob o Terminal de Integração terá inversão de sentido. O fechamento se deve às obras de restauração geral da Passarela Orival Ramalho, que liga as avenidas Brasil e São Paulo e passa sobre a Via Expressa.

A pista Roseiras-Rodoviária, que estava interditada havia 45 dias, será liberada para trânsito de veículos nos dois sentidos (uma faixa para cada mão de direção). Enquanto isso, a pista Rodoviária-Roseiras, que estava aberta para o tráfego, passará a ficar fechada para a continuidade das obras pelos próximos 45 dias.

Nesta quarta-feira (18), as equipes da Prefeitura trabalharam na limpeza da pista que estava interditada (Roseiras-Rodoviária) e na colocação da sinalização de trânsito correspondente à inversão de pistas.

As obras na Passarela Orival Ramalho estão sendo executadas pela empresa Gomap Engenharia e Construções Eireli, em investimento de R$ 300.063,90. Após as adequações, a passarela será transformada na Feira Popular, um novo espaço para abrigar vendedores ambulantes de Araraquara.

Segundo a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, a estimativa é de que 16 vendedores ambulantes ocupem o espaço da passarela ao término das obras, sendo oito de cada lado. Os trabalhadores selecionados serão os que costumavam ocupar o espaço da Rua Nove de Julho, a Rua 2, antes da pandemia. Na Feira Popular, porém, não será permitida a venda de alimentos.

Trânsito
Para as adequações no trânsito da Via Expressa, desde o mês passado, duas aberturas no canteiro central foram providenciadas para que os veículos consigam trocar de pista, tanto nas proximidades da Avenida Feijó como na região do restaurante McDonald’s.

Se o motorista preferir, nos horários de pico, evitar o afunilamento de veículos na passagem pela Via Expressa abaixo do Terminal de Integração e a demora no trajeto, diversas alternativas podem ser adotadas.

No sentido Roseiras-Rodoviária, é recomendado acessar a Alameda Rogério Pinto Ferraz (rotatória da Rumo), a Avenida Dr. Adail Nunes da Silva (supermercado Vencedor), a Avenida Bandeirantes ou a Avenida Feijó. É possível retornar para a Via Expressa por meio das ruas Gonçalves Dias (Rua 1) e Maria Janasi Biagioni (continuação da Rua 3).

No sentido inverso, Rodoviária-Roseiras, uma das recomendações é acessar a Avenida Dom Pedro II (Colégio Conexão) e, depois, a Rua Antônio Prado (em frente ao Museu Ferroviário), seguindo em frente até voltar para a Via Expressa. Quem for ao Centro pode acessar a Rua Nove de Julho (Rua 2) antes da rotatória com a Avenida Sete de Setembro (a rotatória do Savegnago).

Por razões de segurança na implantação da pista com mão dupla, e devido à sinuosidade do trecho (curvas onduladas), caminhões, ônibus e veículos grandes não poderão passar, durante a realização da obra, na Via Expressa sob a passarela e o Terminal de Integração.