Instalado temporizador semafórico solicitado em indicação

Equipamento solicitado pelo vereador Aluisio Boi já está em funcionamento

51

Na manhã desta terça-feira, os canais de interação com a população, do presidente da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Aluisio Boi (MDB), foram bastante movimentados, em virtude do atendimento de uma reivindicação antiga dos usuários da Avenida Francisco Vaz Filho esquina com a Rua Ibirá, no Jardim América: a instalação de temporizador no semáforo existente no cruzamento.

A demanda foi encaminhada pelo parlamentar ao Poder Executivo por meio da Indicação 2388/2021, enfatizando a necessidade da implantação desse dispositivo, em decorrência dos vários acidentes registrados pela polícia no local e testemunhados por usuários da via e moradores das imediações. “Mesmo com o semáforo, as colisões continuavam acontecendo ali. Um estudo pedido por nós foi realizado e, com isso, constatada a urgência na instalação do temporizador, o que foi feito hoje. Essa medida proporcionará mais segurança para quem trafega nas duas vias, que são muito movimentadas em todos os períodos do dia e da noite”, frisou Boi.

Ele salienta que as manifestações favoráveis ao serviço realizado nessa manhã, ratificam que essa era uma reivindicação importante da população, com foco na segurança, tendo em vista que os temporizadores, segundo pesquisa realizada pela USP, reduzem consideravelmente o número de acidentes. “Certamente os bons resultados serão percebidos em pouco tempo e, com esse equipamento, vamos evitar prejuízos, tanto materiais quanto pessoais. Agradeço ao coordenador de Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, e a toda sua equipe pelo empenho em atender essa demanda”, encerrou o presidente da Câmara.

Pesquisa USP – Temporizador de Semáforos

Pesquisa da USP, em São Carlos, demonstra que a implantação do semáforo com temporizador, que é o sistema que indica o tempo restante para troca do sinal vermelho para o verde, pode reduzir sensivelmente o número de acidentes de trânsito nos cruzamentos. A análise foi realizada em três cidades do interior de São Paulo: São Carlos, Piracicaba e Ribeirão Preto. Uma análise quantificou os acidentes antes e depois da instalação do equipamento e o resultado foi a redução média de 25% no número de acidentes.