Incêndio no Pinheirinho pode ter sido iniciado por dois homens próximo da área das piscinas

Prefeito Edinho utilizou as redes sociais para pedir que a população auxilie na conservação do local: ‘tudo indica que foi um incêndio criminoso’, afirmou

56
O prefeito Edinho e secretários municipais vistoriaram na tarde desta segunda-feira (23) os locais atingidos por um incêndio no Parque do Pinheirinho na noite de domingo (22).

Nas redes sociais, Edinho lamentou o novo incêndio no parque — outro semelhante também ocorreu em 2020 — e afirmou que a Guarda Municipal está apurando as causas da ocorrência, que provavelmente foi intencional.

“Tudo indica que foi um incêndio criminoso. Nós estamos apurando, a Guarda Municipal está analisando todas as imagens das câmeras para identificar a autoria do incêndio. E mais uma vez no Parque do Pinheirinho, idêntico ao que ocorreu no ano passado. É algo chocante, que nos entristece muito. Esse é o principal parque público de Araraquara. Temos centenas de espécies de animais. Foi muito triste vermos os animais e as aves fugindo do fogo”, declarou.

Edinho ainda lembrou que o Pinheirinho é um parque muito grande em extensão, aberto, e que a população deve colaborar para que o local seja cuidado. “É impossível colocar um guarda em cada local do parque. O principal guarda aqui é a consciência da nossa população. Nós vamos tomar as medidas necessárias, fazer mutirão para o replantio de árvores. A Prefeitura faz a sua parte, mas quem tem que zelar e cuidar desse espaço é a nossa população”, afirmou o prefeito.

Ainda participaram da visita ao parque a secretária de Esportes e Lazer, Milena Pavanelli; o secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, coronel João Alberto Nogueira Júnior; o secretário de Obras e Serviços Públicos, Sérgio Pelícolla; o coordenador da Defesa Civil, Luiz Dall’Acqua; o superintendente do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos), Donizete Simioni; a diretora de Resíduos Sólidos e Proteção de Recursos Hídricos e Mananciais do Daae, Simone Oliveira; a gerente de Coleta Seletiva do Daae, Clarissa Mattoso de Souza Freitas; o gerente de programas do Trânsito, Gilson José Bessegatto; e a coordenadora da Equoterapia, Ivana Regina Leonardo.

O incêndio
Segundo a Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, um dos seguranças do parque notou a presença de duas pessoas que invadiram a área das piscinas e atearam fogo ao sair. A Guarda Civil Municipal elaborou um boletim de ocorrência e encaminhou para a delegacia de polícia. O Setor de Inteligência da Guarda Municipal busca identificar os autores para as devidas providências.

O controle do incêndio, que demandou cerca de 30 mil litros de água, foi feito através do Corpo de Bombeiros em uma ação coordenada pela Defesa Civil, que contou com o apoio e colaboração do Daae e do Centralizado da Prefeitura (da Secretaria de Obras), que enviaram caminhões-pipa para abastecer os veículos dos Bombeiros. Houve apoio também de voluntárias da Associação Araraquarense de Proteção dos Animais (AAPA) e das usinas da região, que contribuíram para que houvesse o controle do fogo.