Implantação da “xepa” da vacina é sugerida ao Executivo

O vereador Paulo Landim (PT) protocolou indicação na Câmara

168

Com o intuito de colaborar com a melhoria contínua nos processos de vacinação, o vereador Paulo Landim (PT) protocolou, na quinta-feira (3), a Indicação nº 2512/2021, solicitando ao Executivo a adoção da “xepa” da vacina contra a Covid-19, com fila de espera para receber as doses remanescentes das vacinas, que são aplicadas em outros públicos, além daqueles que já são prioritários.

De acordo com o parlamentar, a ideia é ampliar a possibilidade de que alguns munícipes venham a ser vacinados ao final do dia. “Há um cenário nacional de escassez de vacinas e o aproveitamento total dos imunizantes disponíveis é medida importante para salvar vidas. Alguns frascos da vacina contém múltiplas doses e ficam sujeitos ao curto prazo de validade depois de abertos. Devido à possibilidade de sobra e desperdício de algumas doses, sugerimos a iniciativa para possibilitar o pleno processo de eficiência e eficácia, melhorando inclusive a satisfação dos usuários dos sistemas municipais de saúde e da vacinação”, explicou Landim.

No documento, o vereador ainda destacou que cada uma das vacinas tem um prazo de validade diferente depois que seus frascos são abertos e que, além disso, imunizantes de uma mesma marca podem conter doses e bulas estipulando o consumo em prazos diversos, dependendo do laboratório que os produziu e dos estudos científicos existentes naquele momento da produção.  Ele também enfatizou a adesão no estado, lembrando que dez dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo já adotaram a ideia.