Força-tarefa realiza 922 abordagens em blitze nesta quinta (24)

Balanço de hoje se soma aos números de ontem, quando foram contabilizadas mais 771 abordagens

63

A força-tarefa da Prefeitura que está nas ruas fiscalizando o cumprimento do decreto municipal em vigor realizou, nesta quinta-feira (24), mais 922 abordagens a veículos que circulavam pelas ruas da cidade. Entre outras medidas dispostas na legislação que vigora até o próximo domingo (27), está a restrição de circulação.

De acordo com o documento, é permitida a circulação de pessoas em situações de emergência, para atuação em serviços considerados essenciais no decreto em vigência, para utilizar algum serviço de saúde ou outros que estiverem funcionando.

No período da manhã, as blitze feitas na Rua João Batista de Oliveira e Avenida Bento de Abreu somaram 405 abordagens. À tarde, na Via Expressa, foram mais 517 abordagens somente na Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira, Via Expressa, próximo à Avenida Antônio Prado. Essas ações resultaram em 4 autos de autuação.

Esse balanço de hoje se soma aos números de quarta-feira (23), quando foram contabilizadas mais 771 abordagens e 12 autos de infração. Nos períodos da manhã e tarde, na Vila Expressa e na Avenida Bento de Abreu, foram 430 abordagens e 6 autos de infração, e à noite, na Alameda Paulista, mais 341 abordagens e outros 6 autos de infração.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, que coordena as ações de fiscalização do decreto municipal, as blitzes vão continuar, assim como as barreiras sanitárias, nos acessos da cidade, que cobram das pessoas que estão chegando na cidade o laudo de teste negativo para a Covid-19, emitido em prazo inferior a 48 horas, ou comprovante de vacinação para a doença, observados no mínimo 15 dias da aplicação da 2ª dose.

“Nossa meta principal é que as pessoas respeitem o decreto e, se possível, fiquem em casa, porque o isolamento social pode conter a transmissão do vírus. Esse enfrentamento é responsabilidade de todos”, reforça o Coronel João Alberto Nogueira Júnior, secretário municipal.

Ainda segundo ele, a fiscalização vai continuar e a Prefeitura dispõe de dispositivos legais para multar pessoas físicas e jurídicas pelo descumprimento do decreto. Os autos de infração que estão sendo registrados poderão ser transformados em multa; a pessoa autuada tem 10 dias para apresentar justificativa de circulação na sede da Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública.