Fiscalização Black Friday

70% dos estabelecimentos visitados pelos fiscais cometiam alguma infração ao Código de Defesa do Consumidor

35
Em fiscalização realizada pelo Procon-SP no Estado de São Paulo, dos 275 estabelecimentos visitados pelas equipes, 70% – 193 locais – cometiam infração ao Código de Defesa do Consumidor.
O principal problema encontrado foi não informar o preço adequadamente ao consumidor, como, por exemplo, informar somente o desconto em percentual sem informar o preço final; não informar o preço anterior à Black Friday, impedindo a comparação; praticar preços diferentes no folheto e no caixa, deixando de aplicar o desconto ofertado. Outros locais ainda deixaram de disponibilizar produtos anunciados no folheto promocional.

Os fornecedores foram autuados e têm direito a apresentar defesa.
Capital
Entre ontem e hoje (26 e 27/11), foram fiscalizados na cidade de São Paulo 16 locais e 11 apresentaram irregularidades.
Interior e litoral

No interior e litoral do Estado, dos 259 estabelecimentos fiscalizados, 182 cometiam alguma infração. As equipes visitaram 36 municípios nos dias 23 e 26 de novembro.

Redes Sociais
O consumidor pode denunciar empresas que desrespeitam os seus direitos nas redes sociais do Procon-SP. Nossos perfis oficiais são: @proconsp (facebook e instagram) e @proconspoficial (twitter); e o site é https://www.procon.sp.gov.br
É importante que o consumidor indique o endereço da loja e apresente os prints das telas demonstrando o que ocorreu de errado com a compra.