Experiência de Araraquara na pandemia é apresentada a alunos de medicina da Unesp de Botucatu

Prefeito Edinho participou de aula inaugural de módulo do curso nesta quinta-feira (29) e relatou detalhes das medidas de combate à Covid-19

56

O prefeito Edinho e a secretária da Saúde, Eliana Honain, participaram nesta quinta-feira (29) da aula inaugural do módulo “Encontros com a Ética” do curso de Medicina da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Botucatu. O tema do encontro foi “Ética, gestão e vigilância epidemiológica na pandemia da Covid-19”.

Em sua fala na abertura da aula, Edinho explicou aos alunos e professores todas as ações de estruturação da rede municipal de Saúde desde o início da pandemia, em março de 2020: a construção do hospital de campanha, a rede de testagem (em parceria com a Unesp e a Uniara), os decretos de isolamento social, a Rede de Solidariedade (para atender as famílias em vulnerabilidade social), entre outras ações realizadas pelo Município.

“No início deste ano, com a circulação da variante P.1, a cepa de Manaus, mais transmissível e agressiva, precisamos adotar o lockdown em fevereiro para salvar vidas e desafogar o sistema de saúde. Agora, com forte redução na contaminação, estamos em processo de retomada segura das atividades econômicas”, explicou.

“Nós vamos continuar valorizando a ciência e a vida. Não existe contradição entre vida e economia. Só haverá crescimento econômico com estabilidade. E a estabilidade só virá com gestão e controle sobre a pandemia”, concluiu Edinho.

Participaram da aula inaugural os alunos do curso de Medicina da Unesp de Botucatu, as professoras doutoras Eliana Cyrino e Luciana Montes de Oliveira e os professores doutores Reinaldo Ayer de Oliveira e Carlos Magno Fortaleza, entre outros professores e representantes da universidade.

A Faculdade de Medicina de Botucatu, implantada em 1963 e incorporada à Unesp em 1976, oferece cursos de graduação em Medicina Humana e Enfermagem, 39 programas de residência médica, 52 de aprimoramento profissional e 10 programas de pós-graduação stricto sensu. Na graduação, o curso de Medicina Humana oferece anualmente 90 vagas, e o de Enfermagem, 30; juntos, eles reúnem 299 docentes e 255 servidores.