Entidades sindicais lançam campanha pela vacinação prioritária aos comerciários contra a Covid-19

Categoria, seja dos serviços e essenciais como não essenciais, está exposta à contaminação pelo novo Coronavírus por conta da própria natureza da profissão

51
A Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciários), seus 71 Sindicatos Filiados, e a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC) lançaram, nesta terça, 15, a campanha virtual intitulada “Comerciários: Vacinação Já!” O objetivo é reforçar as ações individuais que estão sendo executadas por estas entidades em suas respectivas bases territoriais onde atuam cerca de 2,7 milhões de trabalhadores, entre comerciários e práticos de farmácia. No Brasil trabalham hoje cerca de 12 milhões de comerciários.

Linha de frente
Conforme o presidente da Federação, Luiz Carlos Motta, a categoria, seja dos serviços e essenciais como não essenciais, está exposta à contaminação pelo novo Coronavírus por conta da própria natureza da profissão. Ele diz: “São trabalhadores que lidam diretamente com o público, manuseiam mercadorias, dinheiro e cartões. Estão super expostos à Covid-19. São linha de frente no abastecimento da população. Precisam ser vacinados com prioridade”. O dirigente ressalta que trabalhadores dos serviços essenciais como supermercados e farmácias, entre outros, não pararam de trabalhar nem nas fases mais restritivas da pandemia.

Sindicatos reivindicam
Entre as ações realizadas pelos Sindicatos visando esta inclusão dos comerciários na vacinação prioritária consta o envio de ofícios para prefeituras, Câmaras Municipais e Secretarias da Saúde, além de audiências do presidente da Federação no Palácio dos Bandeirantes.  “Essas mobilizações coordenadas dos sindicatos filiados também reforçam a nossa campanha unitária”, observa Motta.