Em meio à pandemia, presas têm acesso a projeto cultural

Penitenciárias feminina de Pirajuí e Guariba aderem a programa que oferece visitas virtuais a museu

39

Em meio à pandemia de Covid-19, reeducandas que cumprem pena nas penitenciárias femininas de Guariba e Pirajuí (Sandra Aparecida Lario Vianna) estão tendo a oportunidade de conhecer toda a riqueza cultural oferecida pelo Museu Casa de Portinari em Brodowski (região de Ribeirão Preto). Por meio de visitas virtuais, elas podem fazer um passeio em 360º pela casa e conhecer diversas áreas importantes, como o ateliê do artista, os quartos, a sala com os objetos utilizados pela família, a cozinha, a capela e o jardim.

O tour remoto é possível graças ao programa “Travessias para Pessoas em Vulnerabilidade Social”, desenvolvido pelo setor educativo do museu com objetivo de promover a inclusão social e cultural a grupos diversificados e marginalizados. O museu já mantém uma parceria com o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis, que inclui projetos realizados na unidade antes da pandemia. Agora, a visita virtual deve contemplar outros estabelecimentos penais na região noroeste.

Para tanto, os presídios possuem salas estruturadas com equipamentos de áudio e vídeo e a divisão das turmas respeita todos os protocolos de prevenção à Covid-19.

Na Penitenciária Feminina de Pirajuí, 60 presas já visitaram o museu em dias distintos, conforme destaca a diretora do Centro de Trabalho e Educação (CTE), Ana Cláudia Silva Dias.

“A atividade agregou mais conhecimento cultural às reeducandas. Proporcionou um processo de aprendizagem diferenciado, através do qual elas puderam desbravar o espaço apresentado e se aprofundar na história de vida de Candido Portinari”.

Luciane dos Santos Pereira é uma das presas que participaram do projeto. Ela se sentiu feliz pela oportunidade. “Às vezes, pelo fato de estarmos presas, achamos que é o fim do mundo, mas, a cada dia que passa, aprendemos coisas novas e boas aqui”, aponta.

“Aguçar a curiosidade pela história e pela arte do Brasil é de grande valia para as reeducandas. Poder fazer essa viagem, de forma virtual, foi inesquecível para elas”, enfatiza a diretora interina da unidade prisional, Ana Carolina Sorrentino dos Santos Manzato.

Adaptação

Enquanto ainda não é possível retomar a rotina normal, poder visitar um museu, mesmo que de forma remota, mostra o esforço de todos para se adaptar à nova realidade imposta pela pandemia. É o que destaca o diretor de CTE da Penitenciária Feminina de Guariba, Anderson Favero Adonis. Ele gerenciou a visita virtual de 150 internas.

“Pudemos realizar a atividade sem comprometer a saúde das reeducandas. Elas tiveram a oportunidade de conhecer algo diferente. Desta forma, o impossível, para a maioria, se torna simples e de fácil acesso”, elogia Adonis.

Diretora-geral da unidade, Jucélia Gonçalves da Silva observa que muitas presas não conheciam a história de Portinari. “Mas, quando eram apresentados objetos da casa da família, principalmente da cozinha, elas falavam que a mãe ou a avó tinham um item ou outro e que aquilo as transportavam para boas lembranças de infância”.

Além das grades

“A apresentação e a narração online foram bastante reais, como se eu estivesse pessoalmente no museu, passando por cada cômodo da casa”, frisou uma das reeducandas que fez a visita. “Viajamos no passado. Conseguimos sair um pouco do mundo da criminalidade e ter acesso ao conhecimento”, completa outra interna.

Sobre o museu

O Museu Casa de Portinari, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, tem como edificação a casa onde residiu Candido Portinari, e que constitui o marco concreto não só do vínculo do artista com sua terra natal, mas, principalmente, de sua permanente vivência em Brodowski e de sua infância na cidade, por ele perpetuadas em sua obra plástica e poética.

O museu abriga objetos de uso pessoal, mobiliário e utensílios domésticos, utilizados na residência pela família, sendo que alguns cômodos permanecem com suas funções originais e outros foram adaptados para salas de exposições.

No mês passado, o governador João Doria visitou o Museu Casa de Portinari, durante a inauguração de uma creche na cidade.