Edson Hel tem como prioridades a saúde, a mobilidade urbana e o empreendedorismo

O vereador do Cidadania vê uma condução responsável do combate à pandemia até o momento, tanto pelo Legislativo como pelo Executivo

38

José Augusto Chrispim

Dando sequência a série de entrevistas com os vereadores de Araraquara, o Jornal O Imparcial destaca nesta edição o vereador Edison José Soares, ou apenas Edson Hel. O vereador, de 55 anos, se elegeu pelo partido Cidadania para seu segundo mandato com 1.039 votos. Mas, antes de entrar na vida política, Hel trabalhou por muitos anos como maquinista de trem e se aposentou como gerente na Sala do Empreendedor da Prefeitura. “Sempre fui militante político, estando ao lado de vários deputados, senadores, governadores e prefeitos na minha vida de militante político, respiro política desde muito cedo, por isso decidi entrar para a política, por ter amor ao ofício de ajudar o próximo”, explica o vereador.

Veja a entrevista na íntegra:

O Imparcial: Quais são suas expectativas para seu segundo mandato como vereador?

Edson: “Meu segundo mandato será pautado pelo zelo à democracia, às leis e pela melhoria de vida dos munícipes, ouvindo e intervindo pela população. Como se faz isso? Votando em  projetos que vão ao encontro dos interesses populares e desaprovando os contrários, através de análise detalhada e muito estudo, pois como pessoas públicas, devemos analisar, não só os anseios imediatos, como à médio e longo prazo, bem como as mudanças de ritos e convenções já pré-estabelecidas na sociedade. Tenho uma expectativa muito boa no que tange desempenhar o papel de vereador, apesar das mazelas que vivemos”.

O Imparcial: Em que áreas você pretende atuar? Quais bandeiras você defende?

Edson: “Meu ponto forte sempre foram os projetos no que diz respeito à prevenção, como: projeto de Prevenção ao Glaucoma em parceria com o instituto Cresepe que atende, orienta e dá palestras sobre a prevenção da doença, projeto de Primeiros Socorros em parceria com os bombeiros ministrados em escolas municipais, o qual atende alunos e servidores, instruindo e dando orientações sobre primeiros socorros, projeto de Educação Postural em parceria com a Uniara, em que alunos e docentes do curso de fisioterapia ministram palestras em escolas do município, projeto de Descarte e Uso Correto de Medicamentos, parceria com os cursos de farmácia da Unesp, UNIP e Uniara, também ministrando palestras nas escolas todos os anos. Além disso, minhas bandeiras englobam o setor de mobilidade urbana, Saúde, educação e empreendedorismo, setor no qual atuei como gerente na Sala do Empreendedor por quase 10 anos”.

O Imparcial: Quais projetos você pretende implantar em seu mandato?

Edson: “Atualmente estou trabalhando em dois projetos, um na área de habitação e outro na área da saúde. Projetos nunca são fáceis de saírem do papel, visto que depende de uma rede grande de alinhamentos, tanto no que tange o custeio e outras séries de prerrogativas administrativas, sempre respeitando as leis, por isso tem de ser muito bem trabalhado para não virar um projeto que não dá em nada, como disse, todos os meus projetos saem do papel e impactam diretamente a sociedade, e estamos trabalhando pra por em prática mais esses dois”.

O Imparcial: Como você vê a atuação do Legislativo em relação ao combate à pandemia do coronavírus em Araraquara? O que pode melhorar?

Edson: “O Legislativo tem feito muito bem o seu papel, com responsabilidade, aprovando (com critérios técnicos) uma série de recursos destinados à salvar vidas, o que no fundo é o que mais importa nesse momento. Procuro discutir com a sociedade e com meus pares na Câmara, uma maneira de equalizar a questão da pandemia com as questões econômicas, haja vista que é um dos maiores embates de setores jamais vistos na história do nosso país e no mundo, o que acaba gerando muita polarização, pois se de um lado o vírus continua matando as pessoas, de outro, a fome e o desemprego também, por isso a tarefa de pessoa pública nesse momento da história é muito grande, e temos de ter muita responsabilidade para lidar com essas questões”.

O Imparcial: Como você vê a atuação do Executivo no combate à pandemia do Coronavírus?

Edson: “Sabemos que todo governo tem seus acertos e seus erros, como sempre digo, não estou eleito para passar pano para ninguém, se houver erros não só na condução da pandemia, mas em qualquer outro setor, apontaremos, como já fiz diversas vezes, mas estamos observando uma condução responsável até o momento por parte do Executivo, priorizando a vida da população em detrimento de muitos fatores impopulares, como as decisões que envolvem o comércio e a economia, e isso temos de reconhecer”, finalizou Edson.