Edinho Silva (PT), anuncia a retomada da Economia de Araraquara, com muita cautela

“Faço um apelo a você: se puder, nesse final de semana, ainda não vá, porque os infectologistas dizem que nós precisamos de no mínimo 10 dias de isolamento”, diz Edinho.

394

O prefeito Edinho Silva anuncio em sua redes sociais os,  três novos decretos em Araraquara.

Mercados vão abrir, a partir de amanhã (26) por drive-thru,  retirada de dentro do carro. Mas é preciso organizar as vendas sem aglomerações. “Não pode entrar no mercado para não gerar aglomeração. Gerou aglomeração, alguém que está com vírus passa para outro”, disse ele.

No sábado (27), todos os mercados poderão abrir,  com restrições.  A medida também vale para o mercado de bairro (quitandas, açougues e similiares), mas desde que não desobedeça os protocolos sanitários e não tenha aglomerações.

Edinho Silva assegurou que eles não vão fechar mais. “Não precisa correr para o mercado. Faço um apelo a você: se puder, nesse final de semana, ainda não vá, porque os infectologistas dizem que nós precisamos de no mínimo 10 dias de isolamento”, diz Edinho.

Na quarta-feira (3), os ônibus voltam a circular, os mercados estarão abertos e o comércio poderá fazer delivery.  Será liberada uma certa quantidade para trabalhar.  Restaurantes e lojas de materiais de construção poderão retornar com vendas por entrega. Canteiros de obras, limpeza e zeladoria também voltam, mas com restrições .

E  os profissionais de beleza poderão atender a domicílio e não nos salões de beleza, na quarta-feira (3). Oficinas também devem voltar, porém  com os cuidados necessários.

Na outra quarta-feira (10), ocorre também uma flexibilização, com algumas áreas atendendo com agendamento, como os profissionais de beleza, assim como as clínicas.

No dia 17 de março, voltam parcialmente as igrejas, academias, ginásticas, comércio de forma presencial e feiras livres. E também , nesta data haverá o lançamento do protocolo de volta às aulas.

Para que o plano de retomada da economia dê certo, é preciso que todos façam a sua parte. “Se nós não voltarmos a ter uma pressão sobre os nossos leitos. Se cada um de nós fizer a sua parte, tenho certeza que esse plano será colocado em prática”, disse Edinho.

“Eu sei que essa proposta não será consensual, mas essa proposta não é da minha cabeça. É uma proposta construída em cima do diálogo com a ciência, com aquilo que comprovadamente deu certo”, diz  o prefeito.