Edinho e Teresa Telarolli falam sobre importância de museus e patrimônio histórico

Prefeito e secretária de Cultura participaram da abertura da 15ª Primavera dos Museus, no YouTube da Prefeitura

33

O prefeito Edinho e a secretária de Cultura, Teresa Telarolli, participaram da live de abertura da 15ª Primavera dos Museus, com o tema “Morada dos Museus: Perdas e Recomeços”, no YouTube da Prefeitura, na noite de segunda-feira (20). A mediação foi feita pelo coordenador de Acervos e Patrimônio Histórico, Weber Fonseca.

A 15ª Primavera dos Museus começou na segunda-feira, continuou na terça-feira (21) e será concluída no domingo (26), com o intuito de incentivar as pessoas a visitarem os museus de Araraquara e conhecerem mais sobre a história do município e seu patrimônio cultural.

Realizado pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), o evento tem o apoio da Coordenadoria de Acervos e Patrimônio Histórico, ligada à Secretaria Municipal da Cultura.

As atividades são realizadas de forma presencial e também remotamente. São promovidas atividades educativas por meio de mediação cultural, visitas aos museus da cidade, a ocupação do espaço público em ambiente aberto e o fomento da economia solidária. A programação apresenta encontros virtuais, roteiros culturais, feira de artesanato e quitutes, feira do sebo com vinil, troca de livros com equipe da Biblioteca Municipal e ferromodelismo.

Já foram realizados dois encontros virtuais (a live de abertura e outra live na terça-feira, com a participação da equipe dos museus municipais) e, no domingo, serão três atividades presenciais no Museu Voluntários da Pátria, no Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo e no Mapa, o Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara (veja detalhes abaixo).

Em sua fala na live de abertura, o prefeito Edinho destacou que o período histórico atual é de muitas transformações e desafios, e isso inclui a cultura e a importância dos museus. “Estamos em um momento importante da História, em que a sociedade está retomando suas atividades com o início da superação da pandemia, a maior tragédia humanitária da história do Brasil e a maior tragédia mundial após a Segunda Guerra”, destacou.

“A Primavera dos Museus é um momento de refletirmos a importância da História para entendermos a nossa origem, nossa organização social e econômica, para que,  entendendo nosso passado e presente, possamos entender os desafios futuros. Só entendendo o que nos trouxe até aqui seremos capazes de um recomeço com paradigmas que levem à sustentabilidade. Parabéns à Secretaria de Cultura pela iniciativa”, complementou o prefeito.

Para a secretária de Cultura, a pandemia trouxe novas reflexões sobre a relação com os espaços e o patrimônio cultural. “A pandemia é tão nova na história recente da humanidade e nos força a muitas reflexões. Desde a mudança nos hábitos, maneira de se relacionar com as pessoas e os espaços, com a informação. O ambiente de trabalho, a perspectiva da morte e a importância da vida. A importância de um abraço, do calor de um olhar. Em relação aos museus, a minha leitura é que a pandemia precipitou uma tendência que já vinha se desenhando nas relações humanas com os seus espaços e com o patrimônio cultural”, analisou Teresa Telarolli.

Weber Fonseca destacou que Araraquara é privilegiada por sua estrutura de museus e patrimônio histórico. “Somos uma morada de museus. Nós temos a oportunidade de, além do patrimônio como um bem arquitetônico, também pensar na preservação dessa memória”, afirmou o coordenador.

Entre os equipamentos públicos culturais de Araraquara estão o Arquivo Público Histórico Municipal, a Casa da Cultura, a Discoteca Municipal, o Mapa (Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara), o MIS (Museu da Imagem e do Som), o Museu do Futebol e Esportes, o Museu Ferroviário, o Museu Histórico e Pedagógico Voluntários da Pátria, o Palacete das Rosas, a Pinacoteca Municipal, o Teatro de Arena, o Teatro Municipal e o Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues.

Programação da 15ª Primavera dos Museus no domingo (26), das 10h às 15h:

Museu Histórico Voluntários da Pátria:
– Roteiro: “Mestre Jorge e Mestre Dito, O Artesão como Patrimônio Cultural” (mediação cultural e educativa sobre os dois mestres artesãos)
– Feira de Artesanato com coletivo Ê.Mana Artes
– Quitutes

Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo:
– Roteiro: “O Tempo na Estação” (mediação cultural e educativa sobre o relógio centenário)
– Feira do Sebo: Vinil com Sam Records
– Troca de Livros: com equipe da Biblioteca Municipal
– Quitutes
– Ferromodelismo

Mapa – Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara:
– Roteiro: “No Passo das Pegadas” (mediação cultural e educativa sobre as pegadas no calçamento do Bulevar dos Oitis)
– Com: Natália Checchi e Débora Simões (Fundação Araporã)
Horário: 10h (duração: 1h30 – saída da porta do Museu)