Edinho debate situação da pandemia em evento com especialistas do Brasil

Debate online da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo reuniu médicos sanitaristas, economistas e outras autoridades

58

O prefeito Edinho participou do debate online “Situação atual da pandemia no Brasil – Como cessar a mortalidade pela Covid-19 e ativar a economia”, promovido pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

O evento, no final da tarde de sexta-feira (5), contou com presenças de médicos sanitaristas, economistas e outras autoridades nacionais.

“Agradeço muito à organização do evento pela oportunidade de falar das experiências enfrentadas por Araraquara e sobre a situação da pandemia no Brasil. Vivemos um momento muito difícil, e o que se aproxima nas próximas semanas parece ser muito ruim. O Brasil pode sofrer a maior tragédia humanitária da nossa história”, declarou Edinho.

“A nova cepa do coronavírus, conhecida como cepa de Manaus, é muito mais transmissível e está agravando pacientes mais jovens. Fizemos um grande esforço para ampliação de leitos e tomamos medidas de isolamento social para a redução da transmissão. O que aconteceu em Araraquara, com o aumento expressivo de casos, internações e óbitos, fica de alerta para todo o estado e para o Brasil. É preciso uma grande ação nacional, liderada pelo Governo Federal, para vacinarmos rapidamente a população e superarmos a pandemia”, complementou o prefeito.

A secretária municipal de Saúde, Eliana Honain, esteve com Edinho participando do debate, que foi mediado por William Nozaki, economista e professor da FESPSP.

Também estiveram no evento, de forma online, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); o médico sanitarista Gonzalo Vecina, ex-presidente da Anvisa e professor da Faculdade de Saúde Pública da USP e da FGV-SP; o médico sanitarista Cláudio Maierovitch, ex-presidente da Anvisa e pesquisador da Fiocruz; o economista Antônio Corrêa de Lacerda, presidente do Conselho Federal de Economia; a médica sanitarista Aparecida Linhares Pimenta, secretária executiva do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de São Paulo; e Márcia Aliaga, vice-coordenadora do GT Covid-19 do Ministério Público do Trabalho.