‘É possível evitar que Araraquara feche novamente’, alerta prefeito Edinho

Índice de positivação para Covid-19 nos testes atingiu o estado de alerta pela quinta vez, a quarta nesta semana; média móvel de casos está em crescimento

76

O prefeito Edinho utilizou as redes sociais na noite de quinta-feira (3) para alertar a população de Araraquara sobre o crescimento da contaminação pela Covid-19 nos últimos dias e pedir para que as medidas sanitárias de prevenção da disseminação do coronavírus sejam respeitadas.

Nesta sexta-feira (4), Araraquara registrou o quinto dia de estado de alerta, ou seja, quando o índice de positivação para Covid-19 atinge pelo menos 15% das amostras totais e/ou 20% dos testes em pacientes sintomáticos (foram 18,36% das amostras e 26,94% dos sintomáticos). Desses cinco dias em alerta, quatro foram nesta semana.

Caso a contaminação continue crescendo, existe o risco de um novo lockdown, com fechamento das atividades econômicas por pelo menos sete dias. Isso ocorrerá se as taxas de positivação, por três dias seguidos ou cinco dias dentro de um intervalo de sete dias, atingirem 20% dos testes gerais e/ou 30% dos sintomáticos.

A média móvel de casos diários da doença continuou a trajetória de crescimento nesta sexta-feira, chegando a 155 casos (a maior média desde 6 de março). Em números absolutos, os 252 casos registrados nesta sexta representam o dia com maior número de contaminações confirmadas desde o começo da pandemia.

“É possível evitar que Araraquara feche novamente. Só depende de você. Quais são as medidas mais importantes para conter a contaminação? Primeiro, o uso de máscaras. E a não aglomeração, o que insistimos todos os dias. Use máscara, não aglomere e higienize sempre as mãos. Assim, nós vamos conter a doença em Araraquara e impedir que Araraquara feche novamente”, afirmou Edinho.

Visita a unidades de saúde
Edinho e a equipe de Saúde visitaram o Pronto-Socorro do Melhado (que está atendendo pacientes com Covid-19) e o Hospital da Solidariedade (hospital de campanha) na manhã desta sexta-feira para acompanharem o atendimento.

“Os pacientes agradecem muito o trabalho que é feito, a humanização do tratamento. Agradeci muito às nossas equipes que estão trabalhando incansavelmente para salvar vidas”, declarou Edinho.

O prefeito reforçou o pedido de alerta para a população. “É muito preocupante o crescimento da doença. Converse com quem não toma os cuidados. Alerte, conscientize. Será muito ruim se Araraquara precisar decretar lockdown novamente. Isso atinge diretamente os empregos, a pequena e média empresa, o trabalhador autônomo, as crianças que estão fora do processo educacional. Nós precisamos evitar o colapso do sistema de saúde, com pacientes aguardando internação e nós não termos leitos”, destacou.

Estiveram na visita às unidades a secretária de Saúde, Eliana Honain; o secretário de Obras e Serviços Públicos, Sérgio Pelícolla; o coordenador de Gestão da Secretaria de Saúde, Delorges Mano; a diretora técnica da Fungota, Emanuelle Laurenti; a coordenadora da unidade do Melhado, Fernanda Manoel; e Paula Lima, assessora da Fungota.