Deputada Márcia Lia preside audiência pública do Orçamento Estadual em Araraquara e cobra investimentos no município

Assembleia Legislativa de São Paulo esteve no município; demandas como concursos públicos estaduais, cultura, meio ambiente, defesa animal e moradia foram apresentadas aos presentes

30
A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo realizou, nesta segunda-feira (27), uma audiência pública para ouvir as demandas da população de Araraquara para o Orçamento Estadual de 2022. O encontro foi realizado na Câmara Municipal do município e conduzido pela deputada estadual Márcia Lia. O evento contou com a presença do deputado Gilmaci Santos, que é presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Alesp, o presidente da Câmara Aluísio Braz e os vereadores Luna Meyer e Guilherme Bianco.
A deputada Márcia Lia apresentou ao plenário uma discussão importante sobre os concursos públicos no estado de São Paulo. ‘Foi me apresentado um problema muito sério. Dos 1.787 candidatos aprovados no concurso de ‘escrevente técnico judiciário’, do Tribunal da Justiça do Estado de São Paulo, apenas 337 foram nomeados. O concurso está vencendo e as pessoas que passaram estão desesperadas. Hoje, nós temos no Tribunal de Justiça 6.074 cargos vagos que precisam ser preenchidos com urgência”, relata.
Márcia Lia ainda destacou uma visita ao município de Americana, onde presenciou cerca de 300 famílias, em situações críticas de moradia. ”Precisamos ter um programa habitacional urgente para essas pessoas em situações críticas. Lá existem famílias com crianças e é uma situação terrível por conta da precarização, da fome e da falta de programas de habitação. As pessoas não têm onde morar, precisamos cuidar dessa demanda com urgência ”, alerta a deputada estadual.
Ela ainda ressalta a importância de um olhar amplo aos assentamentos do município de Araraquara. ‘’Eu recebi várias demandas do pessoal dos Assentamentos de Araraquara, sobre reivindicações para vários problemas no local, desde gestão até obras. Uma das mais importantes é sobre uma ponte do local, que está em situação crítica e precisa ser resolvida em caráter de urgência’’, afirma a deputada Márcia Lia.
DEMANDAS
A assessora parlamentar Ângela Cristina Oliveira representou a vereadora Fabi Virgílio e pediu ajuda aos patrimônios históricos da região de Araraquara, destacando a Casa da Cultura do município, que precisa de ajuda do Estado para salvar seu patrimônio histórico. Outra participação importante foi de Marilu Napoli, que representou o Sindicato de Mediadores e Conciliadores de São Paulo. Ela solicitou à Assembleia que sua categoria seja incluída no orçamento do próximo ano, o que pode resultar em economia indireta ao Estado.
O assentado Sebastião Beushiou que é morador do assentamento Monte Alegre, também se manifestou na tribuna sobre a necessidade de manutenção na infraestrutura do município com destaque ao assentamento, além dos problemas com transporte. A manutenção de uma ponte dentro do assentamento necessita de investimentos urgentes.
A vereadora Luna Meyer ressaltou que todos os assentamentos do município estão carentes de atenção. Pontos importantes que a vereadora destacou foram a necessidade de melhorar a segurança pública na cidade, com o aumento de policiais militares e bombeiros e seguiu apontando as questões das queimadas, que é uma das reclamações feita pela população de Araraquara em nos últimos meses e finalizou sua fala pedindo uma sede para acolhimento e cuidados com os animais do município.
ENCAMINHANDO DEMANDAS
A deputada Marcia Lia finalizou a audiência propondo encaminhamentos para as demandas apresentadas, como pleitear recursos para a demanda na Cultura do município. Márcia também propôs diálogo com o Tribunal de Justiça para entender os motivos de os recursos não serem encaminhados para os Mediadores e Conciliadores de São Paulo. Ainda, destacou a urgência de encaminhar a contratação dos aprovados em concurso do TJ.
“Precisamos fazer adequações nesse orçamento. A Assembleia se deslocou de São Paulo para o interior para aprimorar esse orçamento e ouvir os moradores. Sei de muitas das demandas que temos pelo estado e principalmente nesta região central. Este é o momento de colocar as necessidades da nossa região para a Assembleia ”, finaliza a deputada estadual Márcia Lia.